1.195 indenizações por morte no trânsito foram pagas no PI em 2017 imprimir publicado em: 15 / 02 / 2018

morte no transitoAs mortes no trânsito foram as maiores responsáveis pelo pagamento de indenizações do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) no Piauí em 2017. Ao todo, foram 1.195 pagamentos desta natureza – o que representa um crescimento de mais de 58% em relação ao ano anterior e destaca-se como o quinto maior percentual da região Nordeste (9%). Os números foram divulgados pela administradora nacional do DPVAT, que ainda cobre casos de invalidez permanente e despesas médicas de acidentados.

No último ano, ainda foram concedidos, pelo DPVAT, 8.643 pagamentos a pessoas que ficaram inválidas devido algum acidente no trânsito no Piauí e 1.205 pagamentos para despesas médicas no mesmo período. Teresina foi o município do Estado que mais registrou pagamentos de sinistros, 7.458 seguros concedidos, ficando entre as dez capitais brasileiras com maior índice de indenizações por invalidez (2.951) e morte (2.017).

Perfil dos indenizados e dos acidentes

Os homens, entre 25 e 34 anos, são os que mais recebem indenizações devido a acidentes de trânsito no Piauí, representando 79% do total dos pagamentos, e as mulheres 21%. Motoristas e pilotos também são os mais indenizados (8.460), seguidos dos passageiros (1.533) e de pedestres (1.050).

O levantamento também apontou que, de todas as indenizações, 9.769 delas são para condutores ou passageiros de motocicletas e 23% dos acidentes ocorrem no período do anoitecer, considerado entre as 17h e as 19h59.

O seguro DPVAT possui caráter obrigatório aos proprietários de veículos automotores e deve ser pago anualmente no ato de renovação do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Cinco por cento deste valor é destinado ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para financiar campanhas e programas de prevenção de acidentes no trânsito, 45% para o Sistema Único de Saúde (SUS) a fim de custear as despesas médicas das vítimas e 50% à seguradora para o pagamento das indenizações.

portalodia.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas