94% dos deputados investigados votaram contra lei anticorrupção imprimir publicado em: 14 / 12 / 2016

deputadosOs deputados que são investigados pela Operação Lava Jato e foram citados nas últimas delações premiadas da Odebrecht votaram de maneira mais expressiva para desconfigurar o pacote anticorrupção, no último dia 29 de novembro, se forem analisados os votos individuais referentes a cada uma das 11 emendas e aos destaques que alteraram pontos importantes da proposta.

Segundo a Folha de S. Paulo, considerando os votos registrados pelos 24 parlamentares que estão sendo investigados, 94% foram para enfraquecer as medidas.

Entre os pontos derrubados estavam tornar a prescrição de crimes mais difícil, criar recompensa para quem denunciar crimes e facilitar a retirada de bens adquiridos com o crime.

Já 20 deputados, dos 24 que respondem a inquéritos, apoiaram o ponto que prevê a possibilidade de juízes e procuradores responderem por abuso de autoridade, que é apontado como reação do Congresso à Lava Jato. Apenas Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), Afonso Hamm (PP-RS) e Jerônimo Goergen (PP-RS) foram contra a alteração. André Moura (PSC-SE) não registrou voto.

Ainda de acordo com a Folha, o PP é a legenda com o maior número de deputados investigados em inquéritos da Lava Jato –16 dos 24. “Eu segui a orientação da bancada, é só isso o que eu tenho a dizer”, afirmou Eduardo da Fonte (PP-PE), um dos que optaram por todas as alterações das medidas.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Paixao

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas