Acusado de prometer chacina em escolas no PI se entrega à polícia imprimir publicado em: 15 / 08 / 2014

nego da beatrizA rotina nas escolas do município de Luzilândia retornou a normalidade com a prisão de Geovane Bento da Silva, conhecido como “Nego da Beatriz”, na madrugada desta sexta-feira (15). Há cerca de 33 dias, crianças de quatro municípios da região Norte do Estado tiveram as aulas comprometidas após o boato de uma chacina. Só em Luzilândia, 10 mil alunos chegaram a ficar sem aula.

A prisão do acusado foi comunicada pelo advogado Gilberto de Simone que informa que seria inocente e por isso teria resolvido se entregar. O delegado Maycon Kaestner ressalta que todos os procedimentos legais foram realizados para cumprir a integridade física do acusado.

“Ontem conversamos com o advogado e hoje a família dele resolveu entregá-lo. Nego Beatriz negou todas as acusações e estava mais assustado com toda a situação do que a própria população. Os boatos tomaram uma proporção muito grande e inclusive disseram ter visto ele em três municípios diferentes ao mesmo tempo, o que é impossível. Por questões de segurança, o suspeito foi encaminhado para o presídio de Esperantina e está a disposição da Justiça”, explica o delegado de Luzilândia.

Maycon Kaestner conta ainda que o acusado não revelou detalhes sobre o local do possível escondeirijo, mas as investigações apontaram que ele estaria escondido no Estado do Maranhão.

Geovane Bento da Silva deverá responder somente pelos dois crimes de roubo e deverá ter a liberdade condicional revogada. “Ele respondia em regime aberto por um crime de homicídio e agora deverá cumprir a pena em regime fechado. O acusado responderá apenas por roubo, pois no mês de maio teria abordado vítimas com uma faca para levar os celulares. Sobre a questão da ameça a filha do policial, como não existem provas, não tem como o acusado ser responsabilizado”, finaliza Maycon Kaestner.

Cidadeverde.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas