Advogado e mais três são presos por tentar fraudar concurso da Sejus imprimir publicado em: 19 / 09 / 2016

concurso sejusQuatro pessoas foram presas por suspeita de tentativa de fraude no concurso para agente penitenciário da Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus). Quase oito mil candidatos concorreram ao certame que ocorreu em Teresina, neste domingo (18).

Entre os presos estão dois homens, uma mulher e um advogado que já havia sido preso na operação Véritas, que desbaratou uma organização criminosa suspeita de fraude no concurso do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI).

Os presos não tiveram a identidade revelada e foram levados para a sede do Grupo de Combate ao Crime Organizado (Greco). De acordo com informações da Polícia Civil, apenas o advogado permanece preso. Os demais foram liberados após pagamento de fiança.

Em grupos de WhatsApp sobre o concurso, candidatos informaram que fiscais retiraram a mulher e um baiano das salas, onde faziam a prova, com o gabarito nas mãos.

O diretor do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe), Jorge Martins Filho, disse que está colaborando com o trabalho do Greco, mas que não tem informações a respeito da operação.

Ele informou que o gabarito provisório já está disponível para os candidatos. Jorge Martins Filho disse que ainda não tem o número de abstenções. “Estamos fazendo o levantamento do número”, afirmou.

As provas foram realizadas em 15 centros de aplicação, todos em Teresina.

Cidadeverde.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Vale

últimas