Advogado pergunta se Camila era prostituta e juíza exige respeito imprimir publicado em: 23 / 02 / 2018

A audiência de instrução do ex-capitão Alisson Wattson, suspeito de ter matado a estudante Camila Abreu, foi marcada por debates acalorados entre o advogado Pitágoras Veloso, o promotor Benigno Filho e a juíza  Maria Zilnar Coutinho.

Zilnar

A defesa foi advertida pela juíza de que estaria desrespeitando a vítima e a testemunha Luana Maria de Sousa, amiga de Camila, devido às perguntas desqualificando as duas. Mais de uma vez, Maria Zilnar indeferiu questionamentos do advogado.

Pitágoras Veloso chegou a perguntar se Camila e Luana exploravam o ex-capitão financeiramente, quem pagava as contas quando eles saíam e até se a vítima era garota de programa e “afobada”.

O advogado e o promotor Benigno chegaram a trocar farpas. “O colega está tendo muito o que falar para quem disse não ter tese de defesa”, disse o promotor, fazendo referência ao pedido do advogado de adiar a audiência alegando que pegou o caso ontem (22) e não teve como elaborar uma defesa consistente.

A estudante de Direito Camila Abreu foi assassinada no dia 26 de outubro do ano passado. O principal suspeito é o então namorado, o ex-capitão da Polícia Militar, Alisson Wattson, que confessou a autoria do crime após tentar esconder o corpo da jovem em um matagal na zona Rural de Teresina.

portalodia.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas