Agora sob intervenção, Unimed Teresina terá eleição em 30 dias imprimir publicado em: 14 / 03 / 2017

unimedA eleição que irá definir a nova diretoria executiva da Unimed Teresina deve acontecer em 30 dias. A informação foi confirmada pelo presidente interino do plano, o médico cardiologista Benício Sampaio, que assumiu o cargo na última quinta-feira (09), depois de uma decisão do juiz Édison Rogério Leitão Rodrigues da 6ª Vara Cível de Teresina.

Depois de muitas idas e vindas em assembleias e decisões judiciais, na última quinta-feira foi novamente determinado pelo afastamento, imediato e efetivo, dos membros da diretoria executiva do Unimed Teresina, Leonardo Eulálio de Araújo Lima, Luiz Edson dos Santos Costa e Hiran Meneses dos Santos.

Segundo Benício Sampaio, a decisão foi tomada, principalmente, como forma de preservar a integridade econômica e financeira do plano, que estava prejudicada com a gestão anterior.

“A apreensão maior é que a discursão extrapolou a corporação e saiu para a sociedade e isso trouxe apreensões. O que é natural para alguém que paga o plano de saúde, muitas vezes como um valor significativo, as vezes até caro para suas condições socioeconômicas. Fica apreensivo porque está vendo que fora várias Unimed foram a bancarrota. Então a Unimed Teresina também trazia essa preocupação e o objetivo do Conselho Fiscal a tomar esta atitude de convocar uma assembleia para definir novos rumos para a cooperativa foi esse, preservar a sua integridade financeira”, declarou.

Ele afirma que não é candidato, mas acredita que será feita a escolha certa para assumir a presidência da cooperativa. “Eu não sou candidato, não tenho esta aspiração. A população de cooperados, de mais ou menos 980, certamente vai identificar aquele que tenha a melhor proposta de recuperar, manter ou aplicar a situação econômica financeira da Unimed”, finalizou.

Entenda o caso

A decisão pelo afastamento da diretoria aconteceu durante assembleia convocada pelo Conselho Fiscal da Unimed Teresina, realizado no último dia 21 de janeiro. Na ocasião foram discutidas possíveis irregularidades apontadas em uma auditoria feita na instituição. Dos quase mil cooperados, presentes 97 votos a favor e  quatro contrários, ficou decidido o afastamento temporário da diretoria executiva da associação.

Na pauta foram analisados o relatório conclusivo de Conselho Fiscal, a abertura de um processo interno para a apuração das condutas e responsabilidades dos membros da diretoria executiva, e ainda sobre a deliberação acerca do pagamento, pela Unimed Teresina, dos honorários contratuais do escritório de advocacia contratado pelos membros do Conselho Fiscal, conforme proposta já apresentada à diretoria.

Porém, os efeitos da assembleia foram anulados ainda na mesma noite, depois de uma decisão do Tribunal de Justiça do Piauí. Nesta quarta-feira, o desembargador Alencar, um instrumento de agravo, manteve a decisão do juiz de primeiro grau, Dr. Edson Rogério, que indeferia quatro diferentes pedidos na diretoria executiva, entre elas a suspensão da assembleia do Conselho Fiscal.

No último dia 01 de fevereiro o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar revogou liminar e manteve a decisão tomada durante assembleia geral do Conselho Fiscal da Unimed, a tornando válida e mantendo seus efeitos. Porém, a diretoria da Unimed Teresina não reconheceu a decisão como um afastamento de seus membros.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas