Ainda chamado de Laerte nas ruas, Leicam posa com a namorada de 16 anos imprimir publicado em: 14 / 08 / 2014

Guilherme Leicam e a namorada, Bruna Altieri, estão estendendo a parceria ao trabalho. O casal de atores posou para a série fotográfica “Ophelia Project”, de Sergio Santoian. O trabalho tem como tema a morte de Ofélia, personagem de “Hamlet”, de Shakespeare.

leicam– Eu e Bruna embarcamos de cabeça, ficamos completamente à disposição para o conceito da foto – diz Leicam.

Outros projetos profissionais estão por vir, conta o ator, que está prestes a viver o vilão Gustavo na próxima novela das 19h da Globo, “Alto astral”, de Daniel Ortiz:

– Um deles é um curta-metragem que faremos depois que a novela acabar. Ela está desenvolvendo o texto e a produção ficará a cargo da minha produtora, a Dialética Filmes. É uma delícia trabalhar com a Bruna. Apesar do pouco tempo de namoro, já temos uma cumplicidade grande, somos muito parecidos. Os dois são muito emotivos. Temos o hábito de estudar juntos papéis e livros de filosofia e de cinema.

Leicam não poupa elogios a Bruna e diz que a pouca idade (ela tem 16 anos e ele, 24) não é impedimento e nem fonte de críticas.

– Bruna é emancipada, tanto jurídica como emocionalmente. Sinto que ela está completamente preparada para os desafios da vida. Ela tem um comportamento precoce desde criança, é muito ‘CDF’. A alma dela é muito densa e tem um gatilho fácil para a emoção – elogia ele.

– Tenho certeza de que é uma grande atriz e vai amadurecer muito ainda. Ela me preenche não só como namorada, mas também como parceira de trabalho.

Trilhando carreira também na música (ele canta e toca violão), Leicam se dedica à produtora recém-lançada e vai suspender os shows com a banda durante “Alto astral”.

– Quero gentilmente parar de ser chamado de Laerte nas ruas! – brinca ele, sobre o papel na segunda fase de “Em família”.

O personagem na novela das 19h, diz Leicam, será um “típico reacionário de classe média”.

– É um cara prepotente, hipócrita, que sempre tenta mostrar uma condição social que não tem. É o rei do bullying. É muito diferente de mim, por isso me dá a oportunidade de “quebrar a cabeça” para criá-lo nos mínimos detalhes.

Fonte: Kogut

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas