Ao Greco, ex-namorada de PM morto nega relação com mandante imprimir publicado em: 13 / 12 / 2016

pmA ex-namorada do policial do Bope (Batalhão de Operações Especiais) morto na semana passada se apresentou na tarde desta segunda-feira (12) na sede do Greco ( Grupo de Repressão ao Crime Organizado), no bairro Três Andares. Ela – que não teve o nome divulgado – se apresentou para o delegado Gustavo Jung que investiga o caso. A ex-namorada prestou depoimento ao lado do advogado Décio Solano, que faz sua defesa.

O depoimento durou mais de uma hora e ela negou que tenha um relacionamento amoroso com Leonardo Ferreira Lima, funcionário da Infraero suspeito de ser o mandante do crime. Ela afirmou ainda que teve um relacionamento há dois anos com o policial do Bope.

“Ela se apresentou espontaneamente ao delegado Jung, está muito chocada com todos os acontecimentos e garantiu que nunca teve nenhum relacionamento amoroso com Leonardo”, disso o advogado Décio Solano.

A mulher namorou o policial do Bope mas terminou o relacionamento antes de ele  viajar para servir a Força Nacional de Segurança. O advogado informou que não sabe a motivação do rompimento e disse ainda que ela admitiu à Polícia que conhece Leonardo devido a proximidade da sua cidade Natal. Ela é de Hugo Napoleão e ele seria de uma cidade próxima.

Desde a morte do policial a funcionária pública de 45 anos, que é diretora do Hospital Areolino de Abreu tem evitado sair de casa. Hoje ela voltou ao trabalho mas ainda está muito abalada e garantiu que frequentava a casa do policial além de ser amiga da família.

Taxista

O advogado Márcio Antônio Monteiro Nobre, que cuida do caso do taxista José Roberto Leal da Silva, também esteve na tarde de hoje no Greco onde foi buscar a documentação do cliente.

Ele afirma que o taxista continua negando sua participação no crime e que levou apenas os clientes até o Mocambinho no período do almoço, mas admitiu que conhece Leonardo.

O caso

O policial militar Claudemir Sousa, de 33 anos, foi morto a tiros quando saía de uma academia no bairro Saci, zona Sul de Teresina. O crime aconteceu por volta das 21h na avenida principal do bairro. A principal suspeita da Polícia é de que o crime tenha sido encomendado por Leonardo por ciúmes.

Outra linha de investigação apresentada pela Secretaria de Segurança é de que o policial do Bope estaria investigando práticas ilícitas de Leonardo.

Cidadeverde.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Uniao - Julho II

últimas