Assaltante detido no Piauí é preso tentando roubar R$ 1 bilhão imprimir publicado em: 04 / 10 / 2017

Marcos Paulo Chini (Foto: Polícia Civil)

Marcos Paulo Chini (Foto: Polícia Civil)

Preso pela Polícia do Piauí em 2015, o homem identificado como Marcos Paulo Chini foi preso novamente envolvido em uma tentativa de roubo a banco que, se tivesse sido concluída, seria um dos maiores roubos da história: a quadrilha formada por 20 pessoas queria levar R$ 1 bilhão.

Paulo foi preso pelo GRECO (Grupo de Repressão ao Crime Organizado), acusado de roubar uma agência da Caixa Econômica localizada na cidade de Bacabal, no Maranhão, no dia 6 de novembro de 2015. Ele foi preso junto com dois outros homens no aeroporto de Teresina, quando tentavam embarcar para São Paulo.

Desta vez, a quadrilha que o homem fazia parte era formada por 20 pessoas. Eles escavam um túnel de cerca de 500 de comprimento por baixo de uma rua, na zona Sul de São Paulo. O grupo pretendia invadir o cofre principal da agência bancária por baixo.

O túnel demorou quatro meses para ser escavado, e contava com vigas de sustentação e iluminação por todo o percurso até o terreno do banco. No terreno onde o túnel começou a ser feito há uma casa cujas janelas têm isolamento acústico, para impedir que os vizinhos suspeitassem do barulho.

A polícia monitorou o grupo nos últimos dois meses, e conseguiu prender 16 pessoas em uma casa na zona Norte de São Paulo, onde eram fabricadas ferramentas para a escavação.

A Polícia Civil de São Paulo estima que o grupo investiu cerca de R$ 4 milhões para realizar o roubo, e esperava conseguir R$ 1 bilhão com a ação. Em coletiva de imprensa, o delegado Fábio Pinheiro Lopes afirmou que, se tivesse sido concluído, o crime seria “o maior assalto do mundo”.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas