Barbosa não pode mais se candidatar para eleições de 2014, dizem ministros imprimir publicado em: 29 / 05 / 2014

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes disseram nesta quinta-feira que Joaquim Barbosa não pode mais se candidatar nas eleições deste ano. Para isso, teria que ter deixado o cargo com pelo menos seis meses de antecedência, ou seja, até o começo de abril. A aposentadoria de Barbosa foi confirmada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Gilmar

Gilmar Mendes e Marco Aurélio se posicionaram sobre a decisão de aposentadoria de Joaquim Barbosa

– Ele teria que ter se desincompatibilizado (do cargo de ministro do STF) até 4 de abril. Parece que o cavalo passou encilhado e ele não colocou o pé no estribo. Não dá mais. Agora, ele está inelegível – explicou Marco Aurélio.

O ministro criticou a decisão de Barbosa de deixar o cargo. Por outro lado, minimizou o caso, lembrando das fortes dores de coluna do colega. Marco Aurélio disse que vai deixar o cargo só quando não o deixarem mais, ou seja, quando completar 70 anos, idade da aposentadoria compulsória.

– Ele tem um problema seríssimo de coluna. Eu como integrante do Supremo não concebo que se vire as costas a uma cadeira no Supremo. Eu, por exemplo só vou sair na undécima hora, com cartão vermelho, “vai pra casa”. Agora, ele tem um problema de saúde muito sério. E talvez por isso esteja deixando. Meu Deus do céu, ele é um homem de quantos anos? – questionou Marco Aurélio.

Informado de que Barbosa fará 60 anos em outubro, o ministro disse:

– Teria praticamente 11 anos (ainda de Supremo).

A Lei de inelegibilidade, de 1990, diz que os magistrados são inelegíveis “até seis meses depois de afastados definitivamente de seus cargos e funções”.

Fonte: O Globo


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas