Bonfim Filho diz que o crime organizado continua atuando no Piauí imprimir publicado em: 15 / 02 / 2017

O delegado aposentado Francisco Carlos do Bonfim Filho disse nesta quarta-feira (15) que o crime organizado continua atuando no Piauí. “Eu queria aqui fazer um alerta: esse pessoal que foi preso, quase todo já foi colocado em liberdade. Tem alguns trabalhando até como seguranças de autoridades”, destacou.

Delegado aposentado Bonfim Filho

Delegado aposentado Bonfim Filho

Bonfim Filho foi quem comandou as investigações que resultou no desmantelamento do crime organizado no Piauí. Hoje, o delegado se encontra afastado da atividade policial devido a problemas de saúde. “Mas continuou acompanhando de perto o dia a dia de nosso Estado”, informa.

No desfecho das investigações do crime organizado, policiais militares e civis foram presos e condenados. O bando era comandado pelo então coronel PM José Viriato Correia Lima, o único que até hoje se encontra preso.

Na época das investigações, foi criada uma força tarefa sob o comando de Bonfim Filho. Foi quando surgiu a Comissão Investigadora do Crime Organizado (Cico), que mais tarde se transformou em Greco.

O delegado geral da Polícia Civil, Riedel Batista, que trabalhou na antiga Cico com Bonfim Filho, disse que não tem notícias de atuação dos integrantes do crime organizado que foram presos. Garantiu que todos os policiais civis que foram expulsos não voltaram para a atividade policial. Já os militares, voltaram a trabalhar normalmente, por força de decisão judicial, e estão no policiamento ostensivo.

Riedel Batista disse que hoje, na definição de crime organizado, só existe com a efetiva participação de pessoas dentro das instituições (polícia, judiciário e outros órgãos do governo). “Nessa modalidade, não existe a atuação do crime organizado no Piauí. Observe que a motivação dos homicídios acontece principalmente por acerto de contas”, observa o delegado geral.

No final da entrevista concedida a Teresina FM, Bonfim Filho disse que ninguém o convence que os homicídios de pistolagem no Piauí sejam cometidos por criminosos de outros Estados.

PortalAZ


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas