Brasil ignora 7 a 1, joga com solidez e vence a Alemanha imprimir publicado em: 27 / 03 / 2018

Brasil x Alemanha

Coutinho novamente se destacou; meia do Barça foi uma das principais peças ofensivas no jogo ( Imagem: Robert Michael/AFP)

O Brasil passou com segurança pelo que Tite descreveu como o mais difícil jogo psicológico dos últimos dois anos. No Estádio Olímpico de Berlim, a seleção mostrou bastante solidez e equilíbrio para vencer a Alemanha por 1 a 0. Caçula do clássico que colocou nove títulos mundiais em campo, Gabriel Jesus marcou de cabeça após cruzamento de Willian aos 36 minutos do segundo tempo.

Longe de ter caráter de vingança sobre o 7 a 1 de 2014, o último amistoso antes de Tite convocar o Brasil para a Copa do Mundo mostrou um time bem organizado defensivamente e que levou perigo aos alemães, principalmente nos primeiros 60 minutos. Além disso, capaz de atuar sem Neymar, sua maior estrela – a equipe da casa, vale lembrar, não contou com Ter Stegen, Hummels, Özil e Müller.

Tite, na estratégia para o amistoso, priorizou o resultado. Jogou com segurança, sem muita liberdade para Fernandinho ir ao ataque e praticamente sem realizar substituições. Quando Douglas Costa entrou aos 27 minutos do segundo tempo, Joachim Löw já havia trocado quatro jogadores da modificada equipe que colocou para enfrentar o Brasil.

Muito bem protegidos, os dois zagueiros que não atuaram em 2014 tiveram exibição irrepreensível em Berlim. Thiago, escolhido para a vaga de Marquinhos, mostrou que briga mesmo por um lugar no time e venceu todas, principalmente pelo alto. Miranda não deu espaços e justificou ser o jogador com mais minutos nos últimos quatro anos do Brasil.

uol.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas