Bruno e Nem reeditam parceria e exaltam “treino fera” de Ceni imprimir publicado em: 31 / 01 / 2017

Dupla tricolor

Campeões no Fluminense, Wellington Nem e Bruno querem reeditar parceria vitoriosa no São Paulo

Após três anos atuando juntos em outros clubes, o atacante Wellington Nem e o lateral direito Bruno voltam a fazer parte de um mesmo projeto. Em 2017, a dupla reeditará a parceria no São Paulo e aposta no entrosamento para fazer sucesso no time comandado por Rogério Ceni.

Em 2011, no Figueirense, ambos dividiram o vestiário pela primeira vez. No ano seguinte, trocaram Florianópolis pelo Rio de Janeiro para defender o Fluminense. Nas Laranjeiras, foram campeões brasileiros de 2012 sob o comando de Abel Braga. Agora no Tricolor Paulista, Wellington Nem e Bruno buscam reviver a parceria vitoriosa.

“A gente se conhece há quatro ou cinco anos, ele me conhece, sabe o que eu vou fazer. Isso vai ajudar o São Paulo”, afirmou Wellington Nem, em coletiva de imprensa concedida na última segunda-feira, no CCT da Barra Funda.

Entrando em sua terceira temporada no Morumbi, Bruno acompanha a linha de raciocínio do companheiro que chegou por empréstimo de um ano do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. “Parceria desde o Figueirense, depois fomos campeões no Fluminense. Não é uma parceria apenas dentro de campo, fora também. Acho que podemos ser felizes no São Paulo, é treinar forte para que o ano seja de muitas glórias”, bradou o camisa 2.

Rogério Ceni é outro assunto do qual ambos concordam. Os dois exaltam a diversidade das atividades aplicadas pelo técnico durante os treinamentos de pré-temporada. “Não preciso falar mais nada do Rogério, é só treino fera”, elogia Nem, ressaltando ainda a competitividade promovida pelo ex-goleiro dentro do elenco tricolor, que foi amplamente testado no decorrer dos jogos-treino e das duas partidas na Copa Flórida, nos Estados Unidos.

“Ele está dando oportunidade a todos os jogadores, todos têm capacidade de jogar. Esperamos trabalhar forte para ir com o melhor time que Rogério determinar. Essa briga nos treinos só tem motivado os atletas para jogar no domingo”, disse o carioca de 24 anos, referindo-se à estreia do São Paulo no Campeonato Paulista, contra o Audax.

Ciente da obstinação de Ceni, Bruno revela momentos de insônia do comandante para que os trabalhos do dia seguinte sejam inovadores. “A comissão dele é de caras totalmente estudiosos, não repetem treinos, são trabalhos de acordo com o que vai acontecer no jogo. Vindo dele, às vezes ele nem dorme à noite para dar qualidade diferente nos treinos”, concluiu.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas