Candidatos seguram recursos da campanha para programa no rádio e na TV imprimir publicado em: 07 / 08 / 2014

Os candidatos estão segurando material e recursos para realmente iniciar a campanha eleitoral a partir do programa eleitoral gratuito no rádio e na televisão. No interior ainda é muito pouca a propaganda feita pelos candidatos. As próprias coordenadorias das campanhas informaram que a partir do dia 19, haverá uma intensificação nas atividades de campanha na capital e no interior. Os candidatos se contêm, fazem campanha apenas nos maiores colégios eleitorais e liberarão campanha a partir do horário eleitoral.

O senador Ciro Nogueira, um dos coordenadores da campanha de Wellington Dias (PT), comentou que não tem visto a campanha, a publicidade dos candidatos no interior. “Estivemos em vários municípios e não vimos cartazes, propaganda nas casas. Não vimos propaganda. Ainda não chegou no interior. A população está totalmente distante da eleição e não sabe muita coisa em relação a política.”, analisou.

Ele considera que a campanha terá um tempo bem mais curto, serão em torno de 45 dias de campanha intensa. “Os eleitores, nos municípios, ainda não sabem de eleição, de candidatos. Não sabem quem apoiam .”, acrescentou Ciro.

Neste momento da campanha, o prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), que apoia a reeleição de Zé Filho (PMDB), disse que a campanha ganha um novo ritmo e a militância tucana está atuando na capital.

“Já temos uma certa experiência em eleições em Teresina. O Silvio Mendes está coordenando e estamos participando do planejamento. Estamos colocando a militância à disposição do Zé Filho. A campanha agora ganha novo ritmo e mais calor.”, alertou Firmino.

Para reforçar a campanha de Zé Filho no interior, o ex-governador Wilson Martins, candidato a senador pelo PSB, reassumiu a coordenação da campanha. Ele pretende dar uma dinâmica nas atividades de campanha, e, para isso, convocou todos os candidatos a comparecerem nos eventos para reforçar o apoio ao governador.

Os candidatos se seguram, evitam mais gastos e se preparando para a reta final. A maioria considera que o programa eleitoral vai fazer a diferença. Todos dizem que os programas serão propositivos e sem baixarias. O objetivo é apresentar propostas, comparar gestões e atingir a maior parte da população. Para eles, a campanha começa com o horário no rádio e na televisão.

PortalAZ

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas