Capital tem redução, mas interior do PI aumenta homicídios imprimir publicado em: 14 / 01 / 2016

crimesO secretário de segurança Fábio Abreu apresentou nesta quinta-feira (14) os dados dos indicadores de criminalidade do estado do Piauí referentes ao ano de 2015. No Piauí, de acordo com o relatório, houve a redução de 11,19% nos casos de homicídios dolosos. Em 2014, foram registrados 688 casos e em 2015 foram 611. Na capital, a redução foi de 22,51%, caindo de 422 em 2014 para 327 em 2015.

Diferente da capital, no interior houve crescimento nos assassinatos, de 266 para 284, um acréscimo de 6,7%. Com relação aos crimes violentos letais intencionais (CVLIs), que são os homicídios dolosos, feminicídio, latrocínio, lesão corporal seguida de motre e estupro seguido de morte, também houve redução no estado do Piauí de 2014 para 2015, de 8,83%.

Em 2015 foram registrados 671 e, em 2014, 736. Na capital os CVLIs reduziram 19,28%, indo de 446 para 360. Já o interior novamente registrou aumento de 290 CVLIs e 2014 para 311 em 2015, aumento de 7,24%.

O delegado João Marcelo Brasileiro, do Núcleo Central de Estatística e Análise Criminal, comentou as características desses crimes em Teresina e nos demais municípios.

“Há algumas peculiaridades quanto aos homicídios dolosos. Na capital, as vítimas em geral têm eentre 12 a 30 anos, são pessoas jovens. No interior, é a população adulta que está morrendo. Outra coisa é o instrumento usado. Na capital, usa-se mais a arma de fogo, embora tenha caído em relaçao a 2014. No interior, há um equilíbrio, usa-se tanto arma de fogo quanto arma branca, como faca e facão”, disse.

O secretário Fábio Abreu disse que a realização de operações planejadas foram responsáveis pela redução das mortes.

Os dados sobre as vidas poupadas são de 88 para Teresina e de 67 para todo o Estado do Piauí. Os cálculos são baseados no IBGE.  Em Teresina, o número de mortes foi de 360, mas poderia ser de até 448. Já no Piauí, o número de 67 é resultado dos 738 mortes que poderiam ocorrer, mas somente 671 foram registradas.

“A redução em geral decorreu de operações especiais realizadas em conjunto com várias instituições e órgãos da segurança. Agora, é continuar com cada policial trabalhando com muito empenho, apesar das limitações para diminuirmos ainda mais esses números. Vamos reestruturar e aumentar o pessoal, implementar cameras de monitoramento e mais policiais nas ruas, por exemplo”, declarou o secretário.

No ano de 2015, foram apreendidos mais de 20148,77 quilos de entorpecentes pela Delegacia Especializada de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE).  Desse total, foram 19954,586 kg de maconha, 194,181kg de cocaína e 135 micropontos de LSD.

O total acumulado no ano de ocorrências de roubo, exceto latrocínio e roubo de veículos, registrados nos distritos policiais de Teresina: em 2014, foram 15.992 e, em 2015, 17,096. Um aumento de 6,9 %.

O relatório apontou ainda que das 2251 motocicletas roubadas ou furtadas, 1507 foram restituídas. E, dos 734 carros roubados ou furtados, 590 foram recuperados pela polícia.

Cidadeverde.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas