Centurión deve voltar São Paulo após tumultuar o Boca Juniors imprimir publicado em: 26 / 05 / 2017

centurionSe não bastasse todos os problemas internos que têm atormentado o dia-a-dia do São Paulo nas últimas semanas, em breve Rogério Ceni pode ter mais um ‘pepino’ a resolver.

O empréstimo de Ricardo Centurión com o Boca Juniors está próximo do fim e, diante dos inúmeros problemas extra-campo que o atacante tem se envolvido, os xeneizes já sinalizam com a devolução do jogador, segundo apurou a Gazeta Esportiva.

O técnico da equipe argentina é o único que luta pela permanência de Centurión no Boca, mas essa é uma batalha cada vez mais solitária de Guillermo Barros Schelotto.

Em campo, Ricky, como é conhecido em Buenos Aires, poderia ser útil a Rogério Ceni. Apesar de não ter deixado saudades no Tricolor Paulista depois de oito gols em 80 jogos entre fevereiro de 2015 e julho de 2016, o ponta reencontrou o bom futebol em sua terra natal, herdou a camisa 10 quando Carlitos Tevez se transferiu para o Shanghai Shenhua, da China, e se transformou em peça fundamental do Boca Juniors nos últimos meses.

O técnico são-paulino tem tido dificuldade justamente nesse setor. Wellington Nem passa muito tempo no departamento médico e Luiz Araújo ainda tenta ser mais regular nos jogos.

Morato, recém contratado, teve de passar por uma cirurgia e ficará até sete meses afastado. Na última segunda, Marcinho foi quem formou dupla com Lucas Pratto e Neilton já foi dispensado.

Um jogador como Centurión cairia como uma luva para a comissão técnica tricolor. O problema é controlar a ‘vida loka’ do argentino fora dos gramados e ainda não ter qualquer garantia de que ele manterá o bom rendimento de volta ao Brasil, onde tanto sofreu com a adaptação.

Aos 24 anos, Ricardo Centurión fez de tudo para ser emprestado ao Boca Juniors, seu clube de coração, e já declarou que lá pretende ficar. Se depender de Guillermo Schelotto, técnico dos xeneizes, o clube faria o investimento na casa dos R$ 20 milhões com a justificativa de que o desempenho do atleta em campo tem sido primordial a ponto do treinador ter de mudar o esquema tático de três atacantes para o tradicional 4-2-2 quando Centurión está ausente.

A diretoria, no entanto, parece estafada. Logo após ser apresentado no ano passado, Centurión acabou tendo o nome envolvido em um acidente de carro durante a madrugada.

Um mês depois, em setembro, vazaram fotos íntimas do atacante durante uma noitada, o que gerou até mesmo bronca pública do então presidente do clube argentino, Daniel Angelici.

Recentemente, Melisa Tozzi, ex-namorada de Centurión, denunciou o jogador por violência doméstica e agressão. “Ele me agrediu e me maltratou psicologicamente. Ele me estilhaçou três dentes e chegou a me enforcar”, contou Tozzi, ao jornal Olé. “Ele precisa ter consciência e se ajudar.

É uma excelente pessoa, mas o álcool ainda vai arruinar sua carreira de jogador de futebol e tudo o que ele se propõe a fazer. Ele tem problemas com isso”, opinou, dessa vez em entrevista ao Todo Notícias.

Atualmente, Centurión sequer pode chegar perto da ex-namorada por decisão judicial. Todas essas situações também geraram críticas pesadas do ex-técnico do Boca Juniors, Ricardo La Volpe. “Eu não posso ter um jogador como Centurión, porque você pode infectar outras pessoas”, comentou La Volpe, ao jornal Olé.

Vinicius Pinotti, ex-diretor de marketing do São Paulo e responsável por financiar a contratação de Ricardo Centurión junto ao Racing por cerca de R$ 13 milhões, atualmente ocupa o cargo de executivo de futebol do clube.

Dessa forma, caso o jogador realmente retorne em junho, o dirigente passará a ter de trabalhar bem próximo daquele que até agora fez todo seu investimento ir por água abaixo.

É importante ressaltar que o contrato do São Paulo com Centurión vai até 31 de janeiro de 2019. Seria fundamental valorizar o atacante, seja no Morumbi ou em qualquer outro clube, para que todo o investimento seja recuperado ou, pelo menos, para minimizar o prejuízo.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas