Ciro Nogueira diz que não foi alvo de operação da Polícia Federal imprimir publicado em: 27 / 09 / 2018

ciroA assessoria de imprensa do senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas, esclareceu nesta quinta-feira (27), através de nota sobre cumprimento de dois mandados de busca e apreensão realizados pela Polícia Federal nesta quinta-feira (27) em imóveis ligados ao senador na cidade de Teresina. A ação aconteceu após delações de executivos da UTC e da Odebrecht.

Em nota, a assessoria informou que o senador Ciro Nogueira não foi o alvo da ação, mas sim uma outra pessoa que “diferentemente do que foi alegado pelas autoridades, não possui vínculo profissional com o Diretório Estadual do Progressistas. Portanto, permanece ainda inexplicável a razão pela qual a Polícia Federal procedeu a diligência na sede do partido”.

Destacou ainda que o senador está colaborando com a investigação e que foi cumprido um mandado de busca e apreensão no diretório estadual do Progressistas, apesar da pessoa investigada não ter relação com o partido.

“Apesar do evidente equívoco, houve plena colaboração dos funcionários do Progressistas que forneceram prontamente todas as informações solicitadas pelos agentes. O senador Ciro Nogueira sempre se colocou à disposição do Poder Judiciário, como o principal interessado no esclarecimento dos fatos e, devido à grande repercussão negativa que essa operação causa em plena campanha eleitoral”, afirmou.

Confira a nota na íntegra:

Em relação às notícias veiculadas hoje na imprensa sobre supostas diligências nos endereços do senador Ciro Nogueira, em Teresina, informamos que o alvo dessa ação NÃO foi o senador Ciro Nogueira, mas sim um terceiro. Essa pessoa, alvo da determinação judicial, diferentemente do que foi alegado pelas autoridades, não possui vínculo profissional com o Diretório Estadual do Progressistas. Portanto, permanece ainda inexplicável a razão pela qual a Polícia Federal procedeu a diligência na sede do partido.

Apesar do evidente equívoco, houve plena colaboração dos funcionários do Progressistas que forneceram prontamente todas as informações solicitadas pelos agentes.

O senador Ciro Nogueira sempre se colocou à disposição do Poder Judiciário, como o principal interessado no esclarecimento dos fatos e, devido à grande repercussão negativa que essa operação causa em plena campanha eleitoral, espera-se rápido esclarecimento acerca do que levou à Polícia Federal a fazer buscas na sede do partido.

Assessoria de Imprensa

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas