Clayson chama Felipe Melo de covarde e vê juiz mal intencionado imprimir publicado em: 01 / 04 / 2018

jogoApós a derrota do Corinthians por 1 a 0 para o Palmeiras, em Itaquera, no jogo de ida da final do Campeonato Paulista, Clayson falou sobre o lance em que foi expulso no fim do primeiro tempo, em confusão com Felipe Melo.

Clayson reclamou e afirmou que o árbitro Leandro Bizzio Marinho o ameaçou de expulsão durante o jogo. E chamou Felipe Melo de “covarde”.

– Veio, (Felipe Melo) foi covarde, eu não vi ele. Tomo um empurrão no rosto e aí eu fico puto, claro, mas não tinha necessidade do juiz expulsar. Foi uma confusão generalizada, como eu disse antes, ele (árbitro) veio mal intencionado, já estava me ameaçando em campo e só aproveitou a oportunidade.

– Senti a mão no rosto, quando vi era ele (Felipe Melo). Mas justamente por vir mal intencionado (o árbitro), com nós dois, me ameaçando desde o começo, falando que ia me expulsar, aí acho que ele teve a oportunidade e me expulsou, acho que depois do momento, no jogo quente, acabou acontecendo – afirmou o atacante corintiano.

Veja abaixo um trecho da entrevista de Clayson. Ela não tem a resposta em que o atacante chama Felipe Melo de covarde, já que a frase foi dita em outro momento da zona mista.

Felipe Melo, por sua vez, disse que tem sido mais tranquilo dentro de campo e que foi expulso porque “pagou um pouco pelo nome”. O palmeirense afirmou também que só quis se defender e, com a mão, manter a distância de Clayson.

As reclamações dos corintianos também se estenderam ao goleiro Cássio, que reclamou da falta de “pulso” do árbitro e cobrou um juiz mais experiente na partida de volta, no domingo, às 16h (de Brasília), na arena do Palmeiras.

Na coletiva de imprensa, o técnico Fábio Carille isentou a arbitragem, mas também questionou o jogo muito parado na Arena Corinthians.

– Eu não tenho nada para falar da arbitragem, para mim no Paulista ela foi muito boa, no campeonato todo, a única coisa que não gostei, até por curiosidade quero saber quantos minutos a bola rolou, achei que foi muito parado. Posso estar errado na emoção do jogo, mas fiquei com a impressão, tiro de meta, falta, muita conversa, mas não tenho nada para falar sobre arbitragem não – ponderou Carille.

 

globoesporte.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

,

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas