Clínica afasta médico acusado de abusar sexualmente de paciente imprimir publicado em: 20 / 01 / 2017

santa féA Clínica Santa Fé afastou o médico ginecologista e obstetra Felizardo Batista depois de acusações de que ele teria abusado sexualmente de uma paciente dentro do consultório médico.

Através de uma nota, a clínica especializada em atendimento à mulher afirma que recomenda a seus médicos obstetras e ginecologistas que atendam ou realizem exames em pacientes acompanhados por suas atendentes e com a presença de um familiar.

Ainda na nota, a clínica confirma que o médico foi afastado de suas funções até maiores esclarecimentos sobre o ocorrido.

 

Entenda o caso

Uma paciente que não teve a identidade revelada procurou a Delegacia da Mulher em Teresina para denunciar o médico Felizardo Batista. Segundo a mulher, ele teria aliciado a paciente durante uma consulta médica. A mulher teria saído chorando do consultório e em seguida, a família da paciente denunciou o caso. 

O médico nega as acusações e afirma que está sendo vítima de uma situação embaraçosa e que irá recorrer tanto à Polícia quanto ao Conselho Regional de Medicina para provar que é inocente.

“Realizei uma consulta de rotina nela no último dia 16. Ela [paciente] veio me procurar depois que a irmã dela, que já era minha paciente, me indicou. Todo o exame foi feito na presença da minha assistente de nome Rosa Moraes. Ela é testemunha de que em momento algum eu ultrapassei o limite da consulta ou agi de maneira inadequada, seja apalpando ou olhando ela de forma diferente”, afirma o ginecologista.

Ainda segundo os relatos divulgados nas redes sociais, outras pacientes já teriam passado pela mesma situação, mas Felizardo Batista afirma desconhecer qualquer antecedente. “Em 30 anos de profissão eu nunca passei por um caso assim. Fico constrangido por que afeta não só profissional quanto o pessoal”, disse o médico.

Nota de repúdio – Maternidade Santa Fé

A Clínica Santa Fé repudia o comportamento de qualquer profissional com a atitude de aliciamento ou qualquer outra conduta que fira a dignidade do paciente. A maternidade também informa que é recomendação que seus obstetras e ginecologistas atendam ou realizem exames em pacientes apenas acompanhados pela sua atendente e com a presença de um familiar. O médico citado nas supostas denúncias teve seu atendimento médico ambulatorial suspenso até maiores esclarecimentos.  A Santa Fé, reafirma seu compromisso com a missão de promover a saúde e bem-estar da mulher.

PortalAZ


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas