Com barragens em nível crítico, governo reforça racionamento imprimir publicado em: 05 / 11 / 2016

barragemAs chuvas previstas para agosto, setembro e outubro não chegaram e os níveis de água das barragens atingiram patamares críticos e abaixo de 10%. O secretário Estadual de Defesa Civil, Hélio Isaias, confirmou que o racionamento está mantido até mesmo para que não falte água para o consumo humano.

No Piauí, 120 municípios estão em estado de emergência, devido à seca. É a mais longa estiagem que dura seis anos.

“O racionamento de água foi reforçado e está ocorrendo em vários municípios. Estamos analisando também a qualidade da água, por exemplo, aquela água de Petrônio Portela (em São Raimundo Nonato) sempre teve um teor de sal acima do normal e agora com a concentração aumenta ainda mais, dificultando o abastecimento para as famílias”, relatou o secretário.

Hoje, segundo levantamento do DNOCS e da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, 50% das barragens estão abaixo do nível normal.

“Existem municípios que antes não tinham dificuldades de abastecimento e hoje está com falta de água que são cidades da região Norte. Dificuldades porque os nossos mananciais e nossos poços não tiveram recargar no volume de água e estão com dificuldades de abastecimento de água”.

“A situação é preocupante, porque algumas regiões como o Sul do Estado como os cerrados estavam previstas o início das chuvas e ainda não iniciaram. Esperamos que em 2017 podemos ter um inverno melhor do que este”.

aguaHélio Isaias garantiu que os governos estadual e federal estão dando todo suporte para as vítimas das secas.

Segundo o secretário, o governo federal já enviou recursos – 30% do valor de R$ 10milhões para operação carro-pipa – e já recebeu verba para obra emergencial no município de Pedro II.

Ele disse que nos próximos dias deverá sair o recurso de R$ 12 milhões da obra de engate rápido para a cidade de São Raimundo Nonato.

Os municípios com racionamento de água, a Defesa Civil está perfurando poços e aumentando a operação carro-pipa, atendendo até a zona urbana das cidades.

Cidadeverde.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Vale

últimas