Conab já vendeu mais de 3, 4 milhões de quilos de milho no Piauí imprimir publicado em: 23 / 07 / 2012

milho

Milho na Conab: preço subsidiado ajuda criadores

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) já vendeu mais de 4,3 milhões de quilos de milho no Piauí, no período de maio a julho deste ano, beneficiando cerca de 2,5 mil criadores de municípios atingidos pela seca, principalmente na região do Semiárido, que vive um dos períodos mais secos da história.

Só em Teresina, foram vendidos, de maio à primeira quinzena de julho, 2,753 milhões de quilos de milho para 200 municípios. O milho, cujo preço é subsidiado pelo Governo, custa entre R$ 0,330 e R$ 0,41, dependendo da quantidade, e também pode ser adquirido nas cidades de Picos, Parnaíba e Floriano.

Para quem compra até 3 toneladas, o quilo de milho sai a R$ 0,302, praticamente a metade do valor cobrado no comércio; para quem compra de 3 a 7 toneladas, o quilo custa R$ 0,35; e para quem quer adquirir de 7 a 14 toneladas, R$ 0,41.

A Conab considera hoje que todos os municípios do Piauí estão em situação de emergência por causa da seca e o milho pode ser adquirido por qualquer criador. O produto só é vendido através de agendamento prévio.

Segundo Pedro Vagner, assessor operacional da companhia em Teresina, o interessado deve apresentar na hora do agendamento o documento da propriedade e declarar a quantidade de animais que cria no local. De acordo com o número de animais, a própria Conab estabelece a cota a que o criador terá direito durante o período de um mês.

A venda de milho a preço subsidiado faz parte dos programas do Governo de auxílio às vítimas da seca no Piauí. Com o milho para usar na ração, o criador tem mais condições de manter seu rebanho sem necessidade de levar os animais para outras regiões, e até outros estados, em busca de alimento.

[email protected]


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas