Conselho vai investigar pousada que casal se acidentou no Piauí imprimir publicado em: 05 / 01 / 2016

casal de medicosO Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Piauí (CAU) vai investigar os fatos que motivaram o acidente na Pousada Tartaruga, em Barra Grande, que vitimou no ultimo dia 30 de dezembro um casal de médicos goianos. A fiscalização deve identificar ainda se há algum arquiteto envolvido com o fato.

Segundo o presidente do CAU, Emanoel Castelo Branco, uma equipe deve ser deslocada até o local ainda esta semana para buscar esclarecimentos do ocorrido. “Vamos averiguar o que aconteceu na pousada. É um dever do Conselho proteger a sociedade de um mal profissional, Temos que verificar se a estrutura da edificação era a adequada e se o projeto especificou os materiais corretamente, porque tem normas para isso”, explicou.

Ainda segundo Emanoel Castelo Branco, se for verificado que o acidente foi causado por má conservação da estrutura, o proprietário será penalizado. “Se esse for o caso, nós vamos atestar no relatório que foi má conservação e a responsabilidade será do proprietário. Ele está lidando com o público e colocando em risco a vida de várias pessoas”, disse.

O casal identificado como Leânia Garcia Teles, 57 anos, e Paulo César de Carvalho Teles, também de 57 anos, sofreu o acidente durante o feriado de Réveillon quando os dois faziam fotografias na sacada da pousada. Eles estavam apoiados no guarda-corpo de madeira que protege a varanda, mas a estrutura rompeu e os dois caíram de uma altura de cerca de 3 metros e meio.

Eles foram levados para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), em Parnaíba, e transferidos em seguida para um hospital particular de Teresina. A médica está consciente e foi liberada da UTI do Hospital São Marcos na manhã da última segunda-feira (04). Já seu marido continua em estado delicado.

PortalAZ


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas