“Corinthians tem que agradecer à China”, declara Andrés Sánchez imprimir publicado em: 27 / 01 / 2016

Sanchez

Andrés Sanchez durante entrevista coletiva nesta quinta-feira no CT Joaquim Grava

Se a torcida corintiana ainda lamenta o desmanche na equipe neste início de temporada, Andrés Sanchez não pensa assim. Ex-superintendente de futebol do clube, ele lembrou que muitos atletas que saíram ganhavam altos salários e deixariam o clube em situação financeira complicada caso renovassem o contrato no futuro.

“O Corinthians tem que agradecer a China todo mês, todo dia. O Renato Augusto ganhava 450 mil por mês. Ele recusou 3,5 milhões por ano, imagina quanto ele não iria pedir para renovar? O Jadson, que jogou 6 meses bem, ganhava 400 mil. O Vagner Love que todo mundo falava que era ruim também ganhava 450 mil”, disse.

Ao justificar a debandada de praticamente metade do time titular, Andrés ainda cutucou os principais rivais, que estariam com “inveja” do dinheiro embolsado pelo Timão.

“Se o Corinthians renova com todos eles, arrebentava com o grupo lá dentro e também com as finanças. O Palmeiras, o São Paulo e o Santos estão chorando porque não tiveram uma China na vida deles. As pessoas precisam ter mais responsabilidade antes de ficar criticando”, completou.

Do time campeão brasileiro em 2016, o Corinthians perdeu 4 atletas para o milionário futebol chinês: Renato Augusto, Ralf, Jadson e Gil. Já Vagner Love foi para o Monaco, da França, e Edu Dracena acertou com o rival Palmeiras.

eBand


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas