Dentista suspeita de racismo é solta após cinco dias presa imprimir publicado em: 23 / 04 / 2018

dentistaA dentista Delzuíte Ribeiro de Macêdo, 31, foi solta nesta segunda-feira (23) após ficar cinco dias presa no presídio Feminino.

Delzuíte Ribeiro de Macêdo foi presa na última terça-feira suspeita de racismo contra outra dentista e sua filha de dois meses no município de São Raimundo Nonato.

O advogado Wisner Ribeiro, que defende a dentista, confirmou que Delzuíte foi solta hoje por volta das 8h e que foi uma prisão injusta e desnecessária. O advogado vai defender que não houve crime de racismo, mas de injúria racial.

Em depoimento, a dentista negou que tenha cometido o crime de racismo e que estaria arrependida, pois deveria ter agredido fisicamente a vítima.

Cidadeverde.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas