Depois de sete meses, Piauí volta a criar empregos em fevereiro imprimir publicado em: 17 / 03 / 2017

EmpregoApós sete meses de queda, o estado do Piauí voltou a criar novos empregos  no mês de fevereiro, mostrou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira (16) pelo Ministério do Trabalho.

O relatório mostrou que no mês de fevereiro de 2017 foram criados 178 empregos. Foram 8.369 admissões feitas durante o mês, contra 8.191 demissões. Segundo o Caged, desde de junho de 2016 que o estado não criava novos empregos. Foram sete meses, entre julho do ano passado e janeiro de 2017, em que foram eliminados 5.756 postos de emprego.

Quando separado por cidade, Teresina teve o pior resultado referente a empregos formais no mês de fevereiro. A capital teve 657 postos de trabalho eliminados. Em linha contrária, Parnaíba (156), União (103) e Picos (101) tiveram os melhores resultados do Piauí.

O setor de serviços foi o que teve o índice positivo com 430 novos empregos, seguido dos setores de agropecuária (302) e Serviços Industriais de Utilidade Pública – SIUP (136). Ainda assim, seguindo uma tendência que vem desde o ano passado, o setor de construção civil foi o que mais fechou postos de trabalho (-442), seguido de Serviços (-240).

No setor de serviços, os subsetores de comércio e administração de imóveis, valores mobiliários, serviços técnico somam 416 novos postos de emprego, assim como o subsetor ensino é responsável por 205 novas vagas.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas