Em avaliação, estádios piauienses ficam abaixo da média nacional imprimir publicado em: 28 / 01 / 2016

albertaoO Ministério do Esporte lançou nesta quinta-feira (28/01), em São Paulo, o Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios (Sisbrace), que propõe a melhoria contínua das arenas de futebol em termos de conforto, segurança, acessibilidade e condições sanitárias e de higiene. No Piauí, quatro estádios foram avaliados e ficaram abaixo da média nacional na classificação.

Durante dois anos de trabalho de campo, foram vistoriados 155 estádios em 129 cidades, de norte a sul do país. A classificação se deu através de “bolas” que variam de um a cinco dependendo das condições de cada local. O Albertão, o melhor dos estádios piauienses, recebeu duas bolas, que é a avaliação média entre os estádios do Brasill. O Helvídio Nunes, em Picos, o Lindolfo Monteiro, em Teresina, e o Mão Santa (atualmente Pedro Allelaf), em Parnaíba, receberam uma bola.

estaios

Confira a íntegra do Guia de Classificação dos Estádios (arquivo em PDF)

A classificação completa ficou assim: 29 (1 bola); 59 (2 bolas); 51 (3 bolas); 3 (4 bolas); 13 (5 bolas). Os melhores estádios do Brasil são os construídos ou reformados para a Copa do Mundo, com exceção da Arena Pantanal, e a Allianz Arena, do Palmeiras e a Arena do Grêmio. A validade da classificação inicial é de três anos. Uma nova avaliação pode ser solicitada pelos gestores dos estádios antes do término do período, a fim de que seja verificado o atendimento às exigências e sempre que o responsável pelo estádio entender que melhorias e adequações realizadas justificam o pedido.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas