Em crise generalizada, Planalto convoca reunião de emergência imprimir publicado em: 25 / 11 / 2016

Michel TemerEm pânico com as reações ao depoimento de Marcelo Calero à Polícia Federal —em que o ex-ministro revela que Michel Temer também o pressionou na disputa com Geddel— o Planalto convocou uma reunião de emergência para tentar conter os estragos.

A situação deve se agravar ainda mais agora que se sabe que Calero gravou diálogos com Temer, Padilha e Geddel. O governo avalia que a crise, antes restrita à questão do espigão em Salvador, já se tornou generalizada e ameaça o presidente. Antes seus aliados, jornais e redes de televisão já se distanciam de Temer, que vê crescer a possibilidade da abertura de um processo de impeachment.

De acordo com o portal Brasil 247, convencido das intenções políticas de Calero, o Planalto tenta agora desesperadamente distanciar a imagem do governo às irregularidades de Geddel. O que, diante das gravações feitas pelo ex-ministro da Cultura, parece cada vez menos viável.

Os partidos de oposição já se articulam para pedir a abertura de um processo de impeachment contra Michel Temer. Parte da mídia que apoiou Temer na remoção de Dilma Rousseff do cargo, agora começa a apoiar a saída do peemedebista.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas