Em discurso, Trump elogia Hillary e faz apelo por união dos EUA imprimir publicado em: 09 / 11 / 2016

Em seu discurso de vitória na madrugada desta quarta-feira (9), o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, se comprometeu a “renovar o sonho americano” e fez um apelo para a união do país. “Serei o presidente de todos os americanos e isso é muito importante para mim”.

Trump eleitoTrump se desculpou pela demora no discurso de vitória. “Negócios complicados”, disse.

De acordo com Trump, a candidata democrata, Hillary Clinton, que não discursou, telefonou para conceder a derrota. “Acabei de receber um telefonema de Hillary Clinton. Ela nos parabenizou por nossa vitória. E a parabenizei e a sua família por uma campanha muito dura. Ela lutou muito bem. Hillary trabalhou muito e durante um longo período, e nós temos uma grande dívida de gratidão com ela por nosso país.”

“Para aqueles que optaram por não me apoiar, estou estendendo a mão para a sua orientação e ajuda para que possamos trabalhar juntos para unificar nosso grande país”, disse Trump, em um apelo também pela união de seus críticos, principalmente dentro do Partido Republicano.

“A todos os republicanos, democratas e independentes nesta nação lhes digo que é momento que nos reconciliemos como um povo unido”, afirmou.
O discurso do republicano foi feito horas depois de o chefe da campanha da candidata democrata, John Podesta, declarar que a ex-secretária de Estado não discursaria e aguardaria a contagem completa dos votos.

Trump foi apresentado por seu vice-presidente, o governador de Indiana Mike Pence. “O povo americano falou e elegeu um novo campeão”, disse Pence. Ao seu lado, durante o discurso, esteve também o filho mais jovem, Baron, fruto da união com Melania Trump, e toda a família Trump.

“Trabalhando juntos, vamos começar a tarefa urgente de reconstruir nosso país”, disse. “Conheci nosso país tão bem. Tremendo potencial! Cada único americano terá a capacidade de realizar o seu potencial”, completou. “Vamos consertar nossos centros urbanos, reconstruir nossa infraestrutura, que se tornará inigualável. E vamos colocar milhões de pessoas para trabalhar na reconstrução”.

O presidente eleito disse também que, sob o seu comando, os EUA terão “grandes relações” e serão um país “justo” com outras nações. “Nos daremos bem com todas as nações dispostas a se dar bem conosco”, disse Trump.

uol.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas