Em Paris, CR7 é penta e iguala Messi na Bola de Ouro; Neymar é 3º imprimir publicado em: 07 / 12 / 2017

cr7A Fifa e a revista “France Football” separaram suas premiações para o melhor jogador do mundo, mas o resultado segue sendo mesmo. Assim como havia acontecido no Fifa The Best em outubro, Cristiano Ronaldo desbancou Messi em evento realizado na Torre Eiffel, e ganhou sua quinta Bola de Ouro, igualando a marca do argentino.

– É algo que procuro todos os anos, todas as temporadas. No ano passado fizemos uma grande temporada, ganhamos a Champions, a Liga, e, em termos individuais, fui o artilheiro da Champions. E claro que os troféus ajudam a ganhar este prêmio. Tenho que agradecer meus companheiros no Real Madrid e na seleção. A todos que me ajudaram estar aqui – afirmou Cristiano Ronaldo, que contou com a presença de sua mãe e de seu filho no palco da premiação e ganhou um presente para sua filha recém-nascida.

CR7 e Messi são os maiores vencedores da Bola de Ouro, considerando também o período em que o prêmio foi unificado com a Fifa, ambos com cinco troféus. O argentino ganhou em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015, e o português levou em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017.

– Eu quero jogar no nível mais alto por mais alguns anos. E a briga continua, de um jeito bom. Quero fazer o melhor para o Real Madrid e pela seleção. Vamos ver no final quem vai ser o melhor. Eu começo a temporada bem, me sinto bem. Vamos ver no fim do ano quem vence os prêmios coletivos e em quem as pessoas vão votar – disse CR7 sobre a disputa com o argentino.

O evento contou também com a presença do presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, que afirmou que considera CR7 o melhor da história ao lado de Di Stéfano. A plateia também teve ex-jogadores merengues como Ronaldo, Kaká, Roberto Carlos, Cannavaro e Raúl, que disse que o português é o melhor 7 do clube.

– Cristiano Ronaldo. Ele fez mais gols, tem cinco Bolas de Ouro, é fácil decidir – disse Raúl.

Vencedor do prêmio em 2007, Kaká brincou com o domínio de Cristiano Ronaldo e Messi.

– São 10 anos desde que ganhei. E toda vez que Cristiano o Messi vencem é bom para mim, porque todos lembram da minha – disse o brasileiro.

Tradicional honraria do futebol mundial, a Bola de Ouro foi criada em 1956 com o objetivo de escolher o melhor jogador europeu do ano. A partir de 1995, atletas que nasceram em outros países passaram a concorrer.

Em 2010, um acordo entre “France Football” e Fifa unificou os dois principais prêmios do futebol, tornando a Bola de Ouro a referência para o melhor jogador do planeta. A parceria acabou em 2015 e os prêmios voltaram e ser oferecidos de forma separada.

globoesporte.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas