Empresários conhecem programa de reinserção social do TJ-PI imprimir publicado em: 01 / 09 / 2017

O juiz José Vidal de Freitas Filho, titular da Vara de Execuções Penais de Teresina – VEP e Coordenador do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do Tribunal de Justiça – GMF, reuniu-se com membros da Câmara de Diretores Lojistas do Estado e do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí , para apresentação dos programas de reinserção social do Judiciário Piauiense.

Na reunião, agendada pelo colaborador do programa Reconstruindo Vidas, Adilson Costa, o juiz Vidal de Freitas apresentou os programas Começar de Novo e Reconstruindo Vidas, explicando que o combate à violência e à crescente criminalidade tem que passar, obrigatoriamente, pelo combate à reincidência, para alcançar sucesso e reduzir os índices criminais assustadores do Brasil, como os quase 60 mil homicídios por ano, comunicando que o Piauí dobrou o número de presos nos últimos 9 anos e gasta, em média, R$ 2.400,00 por mês com cada preso, reduzindo as verbas públicas que podem ser destinadas à educação, saúde, segurança e investimentos, etc.

Informou o juiz Vidal que a sociedade pode contribuir no combate à violência ao dar oportunidade de trabalho para os apenados, de modo a permitir-lhes abandonar a prática criminosa e voltar ao convívio social em uma vida sem crimes, contribuição possível através do programa Começar de Novo, de contratação de reeducandos dos regimes semiaberto e aberto, pela lei de execução penal e do programa Reconstruindo Vidas, pela legislação trabalhista, para apenados do regime aberto, em livramento condicional e egressos do sistema carcerário.

Seguindo a reunião, a que estiveram presentes as servidoras Géssika Carvalho e Layse Coêlho, diretora e assistente do GMF, Christianne Cardoso e Alexandra Oliveira, assistente social e psicóloga da VEP, o agente penitenciário Ronaldo Mendes, da Colônia Agrícola Major César Oliveira, falou das características do programa Começar de Novo, por ele acompanhado na Colônia Agrícola e apresentou dois apenados que participaram do programa e, atualmente, progredindo para o regime aberto, foram contratados, pela legislação trabalhista, pela empresa em que prestavam serviço pelo programa, juntamente com outros três reeducandos.

Seguindo o encontro, o dr. Francisco Reinaldo, dono da Construtora Boa Vista, maior parceira do Começar de Novo, falou de sua experiência e informou os presentes que os reeducandos que têm contratado demonstram maior dedicação do que a média dos outros trabalhadores, empenhando-se no cumprimento de suas tarefas, sendo sua experiência totalmente positiva.

Concluindo, o juiz Vidal de Freitas informou que, para dar respaldo às empresas contratantes, a Presidência do Tribunal de Justiça firma termo de cooperação com cada parceiro e que o Tribunal, na administração do desembargador Erivan José da Silva Lopes, aprovou ato normativo criando o Selo Estadual do Programa Começar de Novo, para premiar as empresas e instituições que realizarem ações sociais,através da capacitação e da contratação de apenados e egressos do sistema prisional, respondeu ás indagações dos presentes e o dr. Evandro Cosme, presidente da CDL, encerrou a reunião informando que sua síntese será publicada na revista da entidade e divulgada para todas as mil e quinhentas entidades integrantes da Câmara no Piauí, informando as grandes vantagens e qualidades dos programas Começar de Novo e Reconstruindo Vidas.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas