Ex-professor preso por racismo é investigado por ameaças imprimir publicado em: 27 / 10 / 2017

A DJ Laís Rocha registrou um Boletim de Ocorrência relatando ter sofrido ameaças por parte do ex-professor de história, Fabrizio Cunha, que já foi preso por racismo contra negros e índios, ano passado, em Teresina. A artista fez uma publicação em seu perfil em uma rede social, na quarta-feira (25), relatando o ocorrido.

ameaças

Conforme a publicação, as agressões começaram quando o Fabrizio, que está investindo na carreira de DJ e tem como nome artístico DJ Faber Dutch, pediu para tocar em uma festa e Laís Rocha afirmou que não daria para ele se apresentar.

“Ele pediu pra tocar numa festa e disse que o line estava fechado, precisou só disso pra ele começar a me atacar”, comentou a vítima na publicação.

Em uma das mensagens Fabrizio ameaçou mostrar uma pistola para a vítima, além de agredi-la com palavrões.

As ameaças continuaram e ele chegou a mandar áudios afirmando que “quer ver sangue jorrando” e enviou a foto de uma faca para a DJ Laís Rocha.

“Nos áudios disse que quer ver sangue jorrando, e se a policia for novamente o prender ele mete a faca”, diz na publicação a DJ.

 

PortalAZ


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas