Exército inicia construção de ponte provisória entre Esperantina e Batalha imprimir publicado em: 27 / 01 / 2016

obraPelo menos 40 homens do Exército estão trabalhando desde o início da semana na construção de uma ponte metálica na PI-117 no trecho que rompeu no começo do mês entre Esperantina e Batalha após fortes chuvas. Segundo o chefe de chefe de gabinete da Prefeitura de Esperantina, Manoel Filho, os trabalhos devem ser concluídos nesta quinta-feira (28) e a estrutura será provisória até que uma nova ponte de concreto seja construída

“É uma ponte móvel construída em cima do trecho que desabou. Ela ficará disponível por apenas 90 dias, porque o decreto assinado pelo governador Wellington Dias determina a construção de uma nova ponte de concreto pelo DER [Departamento Estadual de Estradas de Rodagem] para resolver o problema de vez”, informou.

Enquanto a ponte provisória não é concluída, os motoristas estão sendo obrigados a percorrer cerca de 10 km para ter acesso às cidades de Batalha e Esperantina. Um desvio foi construído próximo à rodovia, mas devido às chuvas intensas que caíram esta semana, ficou coberto pela água.

“O desvio resolveu temporariamente o problema, mas com a chuva não teve jeito e tudo foi tomado pelas águas. O outro percurso aumenta em mais 20 minutos o trajeto e só uma ponte fixa irá resolver este  problema”, completou.

No dia 10 de janeiro, o governador Wellington Dias (PT) assinou um decreto para o investimento de pelo menos R$ 8 milhões em medidas emergenciais, como reforma de pontes com estrutura fraca. A medida foi tomada diante das chuvas que caíram nas primeiras semanas do mês e que provocaram prejuízos em algumas cidades do estado.

Durante o fim de semana, as intensas chuvas que caíram no extremo Sul do Piauí arrastaram parte de duas pontes no município de Júlio Borges, a 815 km de Teresina. Segundo o prefeito da cidade, Manoel Ferreira Camelo, 90% das comunidades rurais ficaram ilhadas. Além do prejuízo estrutural, uma pessoa morreu afogada nessa sexta-feira (22) na região.

Cidade isolada
Em Dom Inocêncio, também ao Sul do estado, barragens se romperam inundando bairros e isolando todos os acessos à cidade, distante 615 km de Teresina. Pelo menos 15 famílias ficaram desabrigadas e seis delas foram transferidas para uma escola municipal localizada em uma região mais alta. Na zona rural, a enxurrada arrastou móveis e pertences de uma família.

Com a situação, ninguém entra ou sai da cidade. Pacientes que fazem hemodiálise não estão sendo transferidos porque as estradas ficaram intrafegáveis.

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas