FGTS: cronograma para saque será divulgado em fevereiro imprimir publicado em: 24 / 12 / 2016

fgtsAinda há muitas dúvidas em torno da liberação do FGTS. De forma resumida, todos que têm contas do FGTS inativas podem retirar o valor. É considerada inativa a conta vinculada a um contrato de trabalho já extinto, e com data de desligamento até 31/12/2015.

A medida deve beneficiar cerca de 10,2 milhões de trabalhadores. Uma única pessoa pode possuir várias contas do FGTS, uma para cada trabalho com carteira assinada. Cada conta é encerrada quando o respectivo contrato é finalizado. O Estadão respondeu algumas das principais dúvidas dos trabalhadores:

Tenho uma conta vinculada a um emprego anterior mas a empresa faliu. Posso sacar o dinheiro?

Segundo a Caixa, sim. Como o vínculo de trabalho, neste caso, já foi extinto, o saque poderá ser feito.

Estou no meu primeiro emprego com carteira assinada. Posso sacar?

Não, pois neste caso a conta do FGTS ainda está ativa. A medida só vale para contas inativas.

Todas as contas inativas têm dinheiro depositado?

Não. Eventualmente, algum trabalhador pode já ter utilizado o dinheiro atendendo a casos previstos nas regras de saque do FGTS, como para financiamentos imobiliários.

Estou enquadrado nas condições. Já posso solicitar o saque?

Não. A Caixa Econômica Federal, que administra o FGTS, vai divulgar em fevereiro, segundo o governo, um calendário de saques. É provável que a data de nascimento do trabalhador seja um critério.

Há limite para o valor do saque?

Não. Chegou-se a cogitar um limite entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil, mas a maioria das contas tem depósitos menores que um salário mínimo (R$ 880), o que levou o governo a extinguir o teto. De acordo com o governo, 86% dessas contas possuem um saldo inferior a R$ 880.

Onde posso consultar o saldo da conta do FGTS?

No site da Caixa, no aplicativo do FGTS, nas agências da Caixa, por meio do cartão cidadão, em postos de autoatendimento e no internet banking da Caixa. Para consultar o saldo da conta do FGTS, o trabalhador precisa informar seu número PIS, que consta na carteira de trabalho, e cadastrar uma senha, caso seja seu primeiro acesso à plataforma.

Como conferir seu saldo ou pedir extrato?

AGÊNCIA. O trabalhador pode conferir o saldo de seu FGTS em uma das agências da Caixa Econômica Federal. Basta ter em mãos um documento com foto e o NIS (PIS/Pasep), número que pode ser obtido na carteira profissional. Caso tenha o Cartão Cidadão, o trabalhador pode fazer a consulta diretamente no autoatendimento da Caixa. O cartão pode ser solicitado via telesserviço ou nas agências da Caixa.

INTERNET. O site da Caixa permite consultar o saldo do FGTS informando o NIS (PIS/Pasep) e uma senha que deve ser criada pelo próprio trabalhador. É possível usar ainda a Senha Cidadão. A plataforma mostra o saldo e os lançamentos feitos na conta nos últimos seis meses.

SMS/E-MAIL. No mesmo endereço eletrônico, é possível fazer um cadastro para receber mensalmente informações sobre depósitos na conta vinculada ao FGTS por e-mail ou por mensagem de texto no celular. Quem faz essa escolha deixa de receber o extrato bimestral em papel em casa, mas continua a receber o extrato anual.

APLICATIVO. O trabalhador também pode consultar seu saldo de FGTS no celular ou no tablet por meio do aplicativo FGTS Fácil. Ele está disponível para download gratuito em aparelhos com sistema iOS, Android e Windows Phone.

Trabalhadores que tiverem dúvidas ou dificuldades no acesso podem entrar em contato com a Caixa pelo telefone 0800 726 0207.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

0 comentário Comente agora!

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas