Firmino Filho foi candidato que mais gastou na Eleição; veja os gastos imprimir publicado em: 15 / 09 / 2016

Firmino

Candidato à reeleição em Teresina, Firmino foi o que mais gastou até agora

Dados do Tribunal Regional do Piauí (TRE-PI) apontam que 10% dos candidatos a prefeito no Estado não enviaram as prestações de contas parcial de suas campanhas. O prazo para o envio dos relatórios discriminando as transferências do Fundo Partidário, dos recursos e dos estimáveis em dinheiro que receberam para financiamento da campanha eleitoral e dos gastos já realizados encerrou na última terça-feira (13).

De acordo com Raquel Ferro, Coordenadora de Controle Interno do TRE, dos 565 candidatos que disputam as prefeituras em todo o Piauí, 509 não enviaram as declarações, ou seja, 90% dos candidatos enviaram a prestação de contas parcial. Dentre os candidatos que disputam o cargo de vereador, 8.113 entregaram as prestações, de um total esperado de 9.059 envios, o que equivale a 89,57%.

A Coordenadora do TRE ressaltou que o descumprimento do prazo pode acarretar alguns prejuízos aos candidatos. “quando for analisar a prestação final já será com ressalvas porque ele não obedeceu ao prazo. Essa prestação de contas parcial é entregue pela internet, o prazo foi até o dia 13, mas se ele quiser entregar hoje, por exemplo, ele pode enviar, mesmo fora do prazo. É melhor enviar fora do prazo do que não enviar”, explicou Raquel Ferro.

A não declaração das doações recebidas e dos gastos pode gerar a desaprovação de contas do candidato. “Se ele não entregar de qualquer jeito, vai sair com ressalvas e, dependendo da quantidade de problemas existente nas prestações de contas do candidato, ele vai ter a prestação de contas reprovadas”, disse a Coordenadora.

Caso o candidato não envie a prestação de contas final, que deve ser entregue até 30 dias após o pleito, ele não poderá obter a quitação eleitoral. Com isso, o candidato fica proibido de participar de outras eleições e de assumir cargos públicos por meio de concursos.

Em Teresina, dos sete candidatos à prefeitura, apenas dois não enviaram as informações ao TSE até nesta quinta-feira (15): Lourdes Melo (PCO) e Quem Quem (PTN). Amadeu Campos (PTB) declarou R$ 100.128,00 de recursos recebidos e 54.965,25 de despesas pagas; Dr. Pessoa (PSD) recebeu R$ 570.500,00 e gastou R$ 392.048,40; Everton Diego (PSOL) declarou R$ 4.200 recebidos e R$ 511,60 de gastos; Firmino Filho (PSDB) afirmou que recebeu R$ 569.533,01 e gastou R$ 453.121,78; Luciane Santos declarou R$ 2.300 de recursos recebidos e R$ 1 mil de despesas pagas.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Vale

últimas