Forças de segurança ocupam Custódia para garantir entrada de presos imprimir publicado em: 15 / 09 / 2017

taticaAs forças de segurança ocupam desde a madrugada desta sexta-feira (15) a Casa de Custódia de Teresina, com objetivo de garantir a entrada de presos e o restabelecimento das visitas na unidade prisional. A operação denominada ‘Habitar, foi deflagrada pela Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus) após a suspensão das atividades devido a greve dos agentes penitenciários.

“A operação foi necessária, tendo em vista a iminência de motins ou rebeliões nas nossas unidades prisionais, que estavam sem receber visitas dos familiares dos presos há quatro dias. A ação segue o protocolo de segurança da garantia da lei e da ordem”, declarou o secretário de Justiça, Daniel Oliveira.

Desde o dia 11 deste mês, agentes penitenciários se recusam a receber detentos no sistema prisional devido à greve da categoria. Outras serviços como visitas íntimas e de advogados, a transferência de presos entre presídios e deslocamento para audiências também foram suspensos.

Nessa quinta-feira (14), o Tribunal de Justiça do Piauí determinou que pelo menos 60% dos agentes penitenciários em greve retornem ao trabalho, sob pena de multa diária no valor de R$ 10 mil. A decisão é do desembargador Edvado Pereira de Moura, que recomendou ainda que sejam retomados procedimentos rotineiros como: visitas de familiares, advogados e servidores.

visita“Após a determinação judicial para que as atividades na unidade sejam retomados, a Secretaria de Justiça acionou os órgãos de segurança para que proceda desta forma. Estamos apenas cumprindo a lei de execução penal determina, que é o acesso dos familiares aos detentos. Vamos continuar aqui para garantir a segurança”, declarou o tenente-coronel Luís Antônio Pitombeira, diretor de Inteligência e Proteção Externa da Secretaria de Justiça.

O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi) informou que a categoria não foi notificada da decisão judicial e por isso não vai cumprir a determinação. A categoria acrescentou ainda que a greve continua.

“Tomamos conhecimento de uma decisão que fala de uma possível ilegalidade, o presidente do sindicato está com o desembargador neste momento negociando para resolver a situação de forma pacífica, que seria fazer com que o estado sente com a categoria e trabalhar num acordo imediato para que ninguém seja penalizado”, declarou o vice-presidente do Sinpoljuspi, Kleiton Holanda.

Agentes em greve chegaram a ir até a unidade prisional para impedir a entrada das visitas e os ânimos ficaram exaltados. Uma visitante desmaiou por conta do nervosismo e foi atendida na porta da Casa de Custódia pela polícia, enquanto os presos gritavam em comemoração ao retorno do serviço.

Após negociação com a coronel Júlia Beatriz, do Grupo de Gerenciamento de Crises, os agentes penitenciários decidiram permitir a entrada das visitas. A categoria informou que fará uma assembléia para discutir sobre o andamento da greve.

“O movimento continua, a coronel Julia garantiu que a PM não agirá agora mais da forma que veio hoje. Mas se o governo continuar com esses atos ditatoriais vamos responder à altura. O secretário de justiça assediou moralmente os agentes, atentou contra a categoria e não informou sobre nenhuma decisão judicial. É um ato de desrespeito e a população pode pagar caro por isso, o sistema já tem problemas demais””, disse o presidente do sindicato, José Roberto.

sinpoljuspi

A operação conta com apoio do Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (BPRone), Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Tropa de Choque, Tropa de Cavalaria, Força Tática, Canil, 8º Batalhão da Polícia Militar, Companhia de Policiamento Independente de Trânsito (CIPTran) , Tropa de Cavalaria, Guarda Militar da Casa de Custódia e agentes penitenciários do Setor de Disciplina.

O termo ‘Habitar’ faz referência ao fato de que quem habita e garante a ordem no sistema prisional do Piauí são as forças de segurança, não existindo qualquer tipo de poder paralelo capaz de se sobrepor ao Estado.

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas