Funcionários forjam assalto para furtar mais de R$ 7 mil de papelaria imprimir publicado em: 02 / 03 / 2018

furtoOs investigadores do 8º Distrito Policial de Teresina descobriram que um crime antes registrado como assalto era, na verdade, um furto combinado entre dois funcionários – um deles menor de idade e outro adulto – e um gari que agiu como o assaltante. O alvo dos criminosos foi uma papelaria localizada no bairro Dirceu, Zona Sudeste de Teresina, que teve R$ 7600 furtados.

De acordo com o delegado Marcelo Dias, do 8º DP, o rapaz invadiu a papelaria e foi direto o local do estabelecimento onde o dinheiro estava guardado. “Eles simularam um assalto. O funcionário disse onde era o depósito em que o dinheiro estava guardado e ele foi diretamente lá e pegou o valor todo, R$ 7600”, disse o delegado.

No local onde o dinheiro ficava guardado estava apenas o estagiário menor de idade que também participou do crime. Quando o rapaz saiu com o dinheiro, o menor mentiu à gerente do estabelecimento que havia ocorrido um assalto. “Só que durante as investigações foi descoberto que realmente foi tudo planejado entre o funcionário, o menor e o suposto assaltante”, relatou o delegado.

Na manhã desta sexta-feira (2), os policiais prenderam o rapaz de 21 anos, que trabalha como gari, suspeito de ter agido como assaltante no crime. Ele foi preso na porta do local onde trabalha, uma empresa de serviços de limpeza. Com ele foi encontrada ainda uma arma de fogo municiada e um aparelho celular roubado.

O funcionário da papelaria suspeito de participar do crime foi indiciado e terá de obedecer a uma série de medidas cautelares, como não deixar a cidade ou se recolher em casa até as 20h.

Ele e o rapaz preso foram indiciados por furto qualificado, associação criminosa e corrupção de menores. O adolescente foi encaminhado para a Delegacia de Segurança e Proteção ao Menor, que deve tomar as medidas cabíveis.

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas