Fundador do Twitter vai trabalhar para o Pinterest imprimir publicado em: 09 / 03 / 2017

Biz Stone

Biz Stone

Criada há quatro anos como alternativa ao Google com humanos em vez de algoritmos, a Jelly agora pertence ao Pinterest. E, como consequência, seus dois fundadores passarão a trabalhar na nova empresa — o que inclui Biz Stone, que também é cofundador do Twitter.

O acordo foi anunciado na última quarta-feira, 8, mas poucos detalhes foram divulgados. Não se sabe quanto o Pinterest pagou pela Jelly e nem se ela será encerrada para uma incorporação, apesar de haver indícios de que sim.

A Jelly Industries é dona de um motor de buscas — também chamado Jelly — cuja ideia é promover um serviço parecido com o do Yahoo Respostas: o usuário faz uma pergunta e outra pessoa com conhecimento no assunto a responde. O serviço teve altos e baixos nas mãos de seus criadores, e nunca chegou a decolar entre o público geral.

Além do Twitter e do Jelly, Biz Stone também criou o Medium, serviço de blogs que parece ter inspirado a atualização mais recente da plataforma de notas do Facebook. Stone também foi um dos primeiros investidores do Pinterest, para quem passará a trabalhar após a fusão. Segundo reporta o The Verge, ele será “conselheiro especial” de Evan Sharp, cofundador e diretor de produto no Pinterest, e trabalhará meio-período na nova empresa.

Já Ben Finkel, o outro fundador da Jelly, foi incorporado à equipe de crescimento de produto, ganhando um status de funcionário, propriamente dito.

Olhar Digital


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas