Gianecchini começa quimio amanhã, diz boletim médico imprimir publicado em: 17 / 08 / 2011

Reynaldo Gianecchini na pré-estreia da peça "Cruel", em SP, suspensa após a descoberta da doença

Reynaldo Gianecchini na pré-estreia da peça "Cruel", em SP, suspensa após a descoberta da doença

O ator Reynaldo Gianecchini Júnior, 38, internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, iniciará o tratamento quimioterápico amanhã, segundo boletim médico divulgado nesta quarta-feira.

Gianecchini confirmou na semana passada o diagnóstico de um linfoma não Hodgkin um tumor que atinge os gânglios linfáticos. Em comunicado, o ator declarou estar “pronto para a luta”. “Conto com o carinho e o amor de todos vocês”, disse.

“Hoje o paciente será submetido ao procedimento de colocação de um cateter venoso central, pelo Prof. Raul Cutait, e iniciará o tratamento quimioterápico amanhã”, informa a nota do Sírio, que detalha ainda que “exames concluídos diagnosticaram o linfoma de células T”.

O ator fez uma cirurgia de hérnia inguinal há cerca de um mês. Após o procedimento, teve uma reação infecciosa na perna e uma outra reação, alérgica. Como os gânglios não diminuíam, os médicos começaram uma investigação profunda sobre o que estaria acontecendo, descobrindo então o linfoma.

TUMOR

A incidência do linfoma não Hodgkin, categoria com mais de 20 tipos de tumores (entre eles o das células T, caso de Gianecchini), é mais comum em homens e aumenta progressivamente com a idade. Os fatores de risco são o sistema imunológico comprometido, exposição química incluindo pesticidas, solventes e fertilizantes e altas doses de radiação.

A quimioterapia, a radioterapia ou ambas podem ser usadas no tratamento. Elas matam todas as células em fase de multiplicação no corpo ou na parte atingida, diminuindo, assim, o crescimento do tumor.

Folha

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas