Google teria dado US$ 1 bilhão à Apple para ser buscador padrão do iPhone imprimir publicado em: 22 / 01 / 2016

googleHá anos Apple e Google vêm se esforçando para esconder do mercado quanto a gigante de buscas teve de desembolsar para se manter como mecanismo padrão de pesquisas no iPhone. A cifra finalmente foi revelada, mas sem sair da boca de nenhuma das duas. Em audiência ocorrida num tribunal federal de São Francisco, a advogada Annette Hurst afirmou, representando a Oracle, que em 2014 a quantia chegava a US$ 1 bilhão.

A declaração foi dada em meio a um processo da Oracle contra o Google, que desde 2010 tenta fazer a adversária a pagar por supostamente usar o Java ilegalmente no desenvolvimento do Android. Em seis anos de disputa o valor da compensação pode já ter ultrapassado US$ 1 bilhão, uma vez que o Google vem lançando novas versões do Android desde então.

Enquanto falava na corte, a advogada descortinou o acordo da adversária com a Apple e informou que a dona do iPhone retinha um percentual de tudo o que o Google arrecadasse com publicidade proveniente de buscas no smartphone. A revelação coloca Tim Cook numa posição delicada, porque o CEO da Apple costuma criticar o modelo do Google, que julga afrontoso à privacidade dos usuários.

Annette disse ainda que, quando questionada, uma testemunha do Google declarou que “em determinado ponto a participação de receita foi de 34%”, sem especificar se o número se refere a quanto a gigante de buscas mantinha para si ou ao total que repassava para a Apple.

Tanto Apple quanto Google reclamaram sobre a divulgação das informações porque isso pode comprometer futuras negociações de ambas junto ao mercado. Não se sabe se a Justiça acatou o ponto de vista de alguma delas mas, segundo a Bloomberg, as transcrições que revelaram os valores desapareceram do banco de dados nessa quarta-feira, 20.

Olhar Digital


PDF pagePrint page

PARTICIPE

,

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas