Greve dos ônibus começa na segunda; motoristas vão discutir nova proposta imprimir publicado em: 28 / 01 / 2017

onibusO Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte do Estado do Piauí (Sintetro) só fará assembleias para votar se acaba com a greve dos ônibus de Teresina na segunda-feira (30), quando a paralisação já terá começado. A categoria recebeu proposta de 8,5% de reajuste linear, mas alega não ter tempo hábil para convocar motoristas e cobradores para discutir o assunto antes do início do movimento, marcado desde o dia 20.

Ontem (27), na quarta rodada de negociação entre empresários e trabalhadores, a desembargadora Liana Chaib, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PI) propôs o reajuste linear de 8,5%. O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina (Setut) aceitou a proposta, mas o Sintetro precisa fazer duas assembleias para votar a medida, uma com os trabalhadores da manhã e outra com os da tarde.

Fernando Feijão disse que já informou para a desembargadora sobre a impossibilidade de convocar assembleia para a manhã deste sábado, uma vez que a rodada de negociação terminou na noite de ontem e não havia tempo para mobilizar a categoria.

“Não tem como chamar uma assembleia. Só mesmo na segunda-feira”, disse Fernando Feijão.

Liana Chaib havia dado prazo para o Sintetro se posicionar até 18h deste sábado (28). O Sindicato confirmou que vai promover as assembleias na segunda-feira e aguarda a desembargadora se posicionar sobre o efetivo da frota que poderá parar no primeiro dia de greve – a intenção dos motoristas e cobradores é parar 70% dos ônibus da capital.

A negociação entre trabalhadores e empresários se arrasta há semanas. Motoristas, cobradores e funcionários de empresas de ônibus da capital pediram 20% de reajuste, reduziram para 15% e depois para 10%. O Setut se manteve nos 7% de aumento desde o início – até o TRT propor um novo percentual.

Enquanto as empresas alegam não terem condições de dar um reajuste maior e que o reajuste de 7% foi baseado na planilha de custos do sistema de transporte público, os trabalhadores reclamam que os donos dos ônibus receberam um aumento no valor da tarifa, que foi reajustada para R$ 3,30.

Cidadeverde.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas