Hamilton volta a ter problemas, e Nico tem caminho livre para pole imprimir publicado em: 30 / 04 / 2016

Nico Rosberg

Nico Rosberg segue vendo os adversários pelo retrovisor

A maré, definitivamente, não é boa para Lewis Hamilton. Neste sábado, no treino classificatório para o GP da Rússia, o britânico da Mercedes sofreu o mesmo problema no motor que havia tido na classificação da etapa anterior, na China, quando precisou largar em último. Ao menos, dessa vez ele já havia passado pelo Q1 e Q2, e por isso largará em 10º. Sem o tricampeão mundial no caminho, o líder invicto da temporada, Nico Rosberg, não teve dificuldades para assegurar a pole position ao cravar 1m35s417 no Autódromo de Sochi. É a sua segunda pole no ano, a 24ª na carreira, igualando Nelson Piquet e Niki Lauda e entrando no top 10 dos pilotos que mais largaram na frente na história da Fórmula 1.

Sebastian Vettel fez o segundo tempo da sessão, mas não estará ao lado de Rosberg no grid de largada, e sim na sétima colocação. Precisará pagar uma penalidade de 5 posições por ter trocado o câmbio da Ferrari antes do limite de seis corridas. Com isso, a vaguinha na primeira fila ficou  com o companheiro de Felipe Massa na Williams, Valtteri Bottas, que desbancou o compatriota da Ferrari, Kimi Raikkonen. Já o brasileiro fez o quinto tempo e parte em quarto em razão da punição a Vettel. Na sequência aparecem Daniel Ricciardo (RBR), em quinto, e Sergio Pérez (Force India), em sexto. Entre Vettel e Hamilton ficam: Daniil Kvyat (RBR), oitavo, e Max Verstappen (STR), nono.

De chassi novo após as dificuldades enfrentadas nas provas anteriores, Felipe Nasr demonstrou melhor controle sobre o carro. Mas por causa das limitações da Sauber, isto não foi suficiente para ele passar do Q1. Ao menos, o brasiliense de 23 anos foi bem melhor que seu companheiro de time, Marcus Ericsson, que amargou a última posição.

globoesporte.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas