Hernanes comenta rixa entre Rodrigo Caio e Cueva: “Deu empate” imprimir publicado em: 10 / 09 / 2017

HernanesTido como um dos líderes do elenco são-paulino, Hernanes foi um dos únicos jogadores a falarem com a imprensa após o amargo empate em 2 a 2 contra a Ponte Preta no Morumbi. Questionado sobre a possível rixa entre Rodrigo Caio e Cueva, o meia tricolor fez questão de apagar o “incêndio” e minimizou a rusga dos dois jogadores.

Em entrevista coletiva concedida no treinamento da última quinta-feira, Rodrigo Caio comentou sobre o mau momento de Cueva e, embora tenha reforçado o apoio de todo elenco ao meia peruano, acabou cobrando um melhor desempenho do jogador, dizendo que “ele precisa se ajudar” após fazer dois bons jogos com a seleção peruana nesta última rodada dupla das Eliminatórias.

“Depois de um jogo como este que tínhamos de tudo para vencer e não ganhamos, irrita todo mundo. Provavelmente o Cueva ao ouvir alguma reclamação que o Rodrigo fez, aumentada pelos veículos de comunicação, se irritou. O Rodrigo falou, o Cueva rebateu. Deu empate. Na próxima semana conseguiremos trabalhar tranquilamente”, disse Hernanes.

“A gente está fazendo muita tempestade em copo d’agua. Foi uma coisa normal, embora em um treino aconteça de um xingar o outro, um brigar com o outro. A exposição através de um meio de comunicação talvez não deveria ter sido feita, mas não vejo nada demais nisso”, completou.

Neste sábado Hernanes foi mais uma vez peça-chave da equipe comandada pelo técnico Dorival Jr. Em linda cobrança de falta, o meia tricolor abriu o placar para o São Paulo e foi um dos poucos que tiveram um desempenho satisfatório. Apesar do novo tropeço jogando em casa e a permanência na zona de rebaixamento, ele vê com otimismo o futuro do time no Campeonato Brasileiro.

“A equipe mostrou mais uma vez um sintoma de evolução, de crescimento. Mas como todo o processo de crescimento, nunca é sem tropeços e quedas, porque a gente vinha fazendo um jogo muito equilibrado, não sofrendo atrás, organizado. Não criamos tantas chances de gols, mas eu vi esse crescimento. Mais um erro, mais um vacilo, por circunstâncias do jogo complicou muito, mas vejo esse crescimento. Fomos uma equipe muito concentrada até tomar aquele primeiro gol, porque esse foi o ponto principal”, afirmou.

“Eu vim para o São Paulo e tenho uma missão. Vou fazer aquilo que tiver ao meu alcance para conseguir cumprir a minha missão. Não tem nenhum sobrepeso, estou fazendo tudo com muita tranquilidade e serenidade. Estou procurando dar meu melhor e ajudar, dar minha contribuição.Na minha vida eu consegui as coisas sempre no suar do gongo, sempre no final. Então as coisas vão se apertando, mas se eu não visse um sinal de evolução, eu estaria preocupado, sem saber o que dizer, o que fazer. Mas tenho vistos sinais e acreditarei e trabalharei juntamente com meus companheiros para realizar e cumprir essa missão”, concluiu Hernanes.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas