Holly Holm prevê volta ao peso-galo após luta contra Anderson imprimir publicado em: 05 / 06 / 2018

HollyEscalada para fazer sua terceira luta no peso-pena – já disputou duas vezes o cinturão da categoria, contra Germaine de Randamie e Cris Cyborg – contra a estreante australiana Megan Anderson no UFC 225, em Chicago, Holly Holm disse, durante um almoço com a imprensa em Los Angeles (EUA), que planeja retornar ao peso-galo, categoria da qual já foi campeã, para buscar a retomada do cinturão, atualmente em poder da brasileira Amanda Nunes.

– Eu lutei em três categorias no boxe, e não me senti diferente em nenhuma delas. O importante é treinar forte. Mas, como eu venho dizendo, lutar no peso-pena é uma preocupação a menos. A verdade é que no peso-galo eu me sinto mais em casa. Lutar pelo cinturão peso-pena contra Cris Cyborg foi uma oportunidade que apareceu, assim como essa de enfrentar Megan Anderson. Vou fazer essa luta, mas depois adoraria descer de categoria e ter a chance de lutar pelo cinturão. Sei que sou a desafiante número um no peso-galo, e por que não tentar voltar? Seria incrível poder recuperar o meu cinturão.

A americana também falou da sua luta contra Cris Cyborg, e se disse aberta a voltar a enfrentar a brasileira no futuro. Segundo ela, o duelo foi um de seus maiores desafios no MMA.

– Muita gente me disse que viu aquela luta de pé, imaginando como os juízes iriam pontuar aquela luta. Mesmo assim, sei que errei em não deixar alguns pontos mais claros para a pontuação, e é nisso que vou me concentrar. Achei que foi uma luta dura. Provavelmente uma das maiores batalhas que já enfrentei no MMA. As duas trocaram golpes duros, e aqui estou eu, pronta para outra. Gostaria de receber uma nova chance contra Cyborg, mas sei que é difícil agora. Hoje estou concentrada em enfrentar Megan Anderson, e depois penso em lutar pelo cinturão peso-galo. Vamos ver o que vai acontecer. Megan é em quem eu tenho que pensar agora. Ela tem uma envergadura muito grande. Estou empolgada por ter diante de mim um desafio diferente, e dessa vez quero tomar as decisões certas quando estiver lá dentro.

Perguntada se se considera favorita diante de Megan Anderson, Holly Holm relembrou sua luta contra Ronda Rousey para garantir que não subestimará e nem será pega de surpresa pela adversária.

– Sou daquelas que acredita que tudo pode acontecer. Quando comecei a lutar no UFC, fiz apenas duas lutas antes de disputar o cinturão contra Ronda Rousey. Acabei indo lá e me tornando campeã mundial em uma luta histórica. Portanto, quem sou eu para duvidar que mais alguém apareça e consiga fazer algo sensacional agora? Eu definitivamente não subestimo ninguém, nem penso que minha adversária jamais enfrentou alguém como eu. Acredito que eu seja diferente e entro para lutar com a minha confiança alta, mas respeito minhas rivais, não importa quem sejam. Só sei que quero vencer essa luta, porque o resultado fará uma grande diferença no meu futuro próximo e nas oportunidades que aparecerão.

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas