Imepi inicia operação para fiscalizar produtos do Carnaval no Piauí imprimir publicado em: 25 / 01 / 2016

imepiNo período que antecede o Carnaval, o Instituto de Metrologia do Piauí (Imepi) realiza a Operação Carnaval com o intuito de fiscalizar produtos utilizados por crianças e foliões durante a festa mais popular do país.

A partir dessa segunda-feira (25), até o dia 4 de fevereiro serão fiscalizados vários produtos como aviamentos para fantasias (botões, fitas, cetins), serpentinas, confetes, entre outros. Para garantir que os consumidores não sejam prejudicados, o Imepi fará a coleta e a perícia quantitativa desses produtos.

Após a coleta, os fabricantes serão convidados a comparecer à perícia do produto do qual são responsáveis. Caso o resultado da perícia seja reprovado, o fabricante será autuado e multado. As multas variam de R$ 100 a R$ 1.500.000, de acordo com a Lei 9933/1999.

O Imepi alerta ao consumidor que fique atento para conferir se os brinquedos carnavalescos têm o selo do Inmetro e a classificação etária indicativa para evitar acidentes com crianças. Também é recomendado não adquirir produtos com embalagens rasgadas, amassadas, violadas ou com data da validade vencida.

“Essa fiscalização é rotineira. Realizamos operações especiais, em datas específicas, para alertar a sociedade sobre os cuidados que devem ser adotados na hora da compra, é claro, para verificar se os produtos colocados no mercado atendem aos regulamentos técnicos do Inmetro”, explicou Maycon Danilo, diretor do Imepi.

Para muitos foliões, o trabalho do Imepi nessa época do ano é louvável. “Nós selecionamos as compras e procuramos adquirir produtos de fontes confiáveis. É só seguir as orientações”, ressalta a comerciante Judite Rocha. Em caso de dúvida, o consumidor pode ligar para a Ouvidoria do Imepi no número 0800 281 1411.

Vistoria de preservativos

Os técnicos do Imepi também estão visitando farmácias, perfumarias e supermercados, entre outros estabelecimentos que comercializam preservativos masculinos, a fim de comprovar se os mesmos atendem às exigências do regulamento de avaliação da conformidade e resoluções do Inmetro.

Segundo o diretor-geral do Imepi, a fiscalização dos preservativos é feita durante o ano inteiro e geralmente apresenta baixo índice de reprovação. “Com o Carnaval se aproximando, a fiscalização do preservativo masculino passa a ser muito importante. A verificação é feita para atestar que o produto possui o selo do Inmetro e que assim atende aos padrões de segurança e qualidade”, ressalta Maycon Danilo.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas