Incêndio em sete ônibus da Transcol causa prejuízo de R$ 3 milhões imprimir publicado em: 17 / 08 / 2018

O prejuízo com o incêndio que destruiu sete ônibus da empresa Transcol pode ultrapassar R$ 3 milhões.  A informação foi confirmada pelo presidente do consórcio Urbano, Solfieri Silva, após conversar com a direção da empresa.

Transcol

Segundo ele, nesta sexta-feira (17) os empresários vão se reunir com o secretário estadual de Segurança para pedir agilidade na investigação. Os empresários suspeitam que ações criminosas possam estar ocorrendo contra às empresas.

Solfieri disse ainda que em menos de 26 dias, 13 ônibus foram destruídos em  diferentes garagens. A mais recente foi com a empresa Taquatur em que seis ônibus foram incendiados. Ele informou também que até o momento não saiu o laudo. De acordo com Solfieri, o Instituto de Criminalista não divulgou o resultado envolvendo a Taquatur.

O empresário afirmou que o incêndio começou às 11h30, na quinta-feira (16), em um veiculo que estava estacionado na garagem da Transcol.

“A Transcol tem duas garagens. Cada veículo tem no tanque 220 litros de diesel. Quando se inicia o fogo, o tanque estoura e é difícil conter o incêndio”.

Ele relata que entre os veículos estão alguns com ar-condicionado e, cada um, chega a custar R$ 450 mil.

O empresário lembra que não existe seguro para ônibus urbano. “Amanhã vamos fazer uma reunião para saber as providências que iremos adotar e pedir agilidade na investigação. Todos os empresários estão preocupados com essa onda de incêndio”.

Sofieri não crê na hipótese que a alta temperatura possa ter influenciado no incêndio. “Alguma coisa está errada porque em menos de 26 dias, treze ônibus foram destruídos, sendo 6 na Taquatur e 7 na Transcol. Queremos saber se foi uma ação criminosa ou não”.

Hoje a Transcol possui 150 ônibus, sendo que 80 veículos estavam na área em que ocorreu o incêndio.

Cidadeverde.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas