Inter nega surpresa e gastos com Guerrero, mas crê em inocência imprimir publicado em: 24 / 08 / 2018

interPouco mais de 24 horas após receber a notícia e assimilar a frustração, a diretoria do Inter enfim se manifestou sobre a reativação da suspensão de Paolo Guerrero, com mais oito meses de ausência dos gramados a cumprir após uma punição por doping. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o presidente, Marcelo Medeiros, o vice de futebol, Roberto Melo, e o executivo, Rodrigo Caetano, reiteraram a confiança na inocência do peruano no caso. Ainda garantiram que o clube não gastou nada até o momento com sua contratação e fizeram um paralelo do episódio com o Barcelona. Em 2014, o clube catalão adquiriu Luiz Suárez, mesmo que o atacante uruguaio tivesse que cumprir mais quatro meses de suspensão.

– Quero deixar muito claro que todos nós do Inter, a direção, em especial o Conselho de Gestão, acreditam na inocência do atleta Paolo Guerrero. Daremos todo o suporte para ele voltar a jogar futebol o quanto antes. Longe do que foi veiculado ontem, esse assunto não está encerrado. A suspensão da liminar não encerra o processo. A interpretação dada é um erro jurídico enorme. Outras medidas jurídicas podem ser adotadas. O Inter tem a segurança que é um negócio extremamente importante e que vale a pena ter Paolo Guerrero. Tem certeza que trará muitas alegrias à torcida, e muitos benefícios não só no campo esportivo, mas no financeiro – afirmou o presidente Marcelo Medeiros.

Ao tomar a palavra após o presidente Marcelo Medeiros, o vice de futebol Roberto Melo revelou que a suspensão não causou surpresa ao Colorado e até era esperada pelo clube. O dirigente ainda garantiu que o clube não gastou “um tostão” sequer com a contratação do atleta e voltou a rechaçar a parceria com investidores para trazer o reforço.

– Quando vislumbramos a oportunidade de contratar o Guerrero era independente da suspensão. Achávamos que a suspensão da pena seria apenas para a Copa do Mundo. Encerrada a Copa, ele precisaria cumprir. Independente de cumprir ou não, queríamos trazer o Paolo. O contrato de três anos também levava em consideração a possibilidade de em algum momento ter que cumprir a pena. Noticiaram que o Paolo já tinha recebido diversos valores pela vinda ao Inter. Está muito mal informado. Ele não recebeu um tostão sequer de quem quer que seja para assinar com o Inter Ninguém fez investimento. Nem o Inter. Só para deixar claro – afirma Roberto Melo.

Rodrigo Caetano explicou ainda a ida de Guerrero ao Peru nesta sexta-feira – no desembarque, o centroavante falou pela primeira vez sobre o episódio e disse que vai “seguir lutando” para provar sua inocência. De acordo com o executivo, o atleta rumou ao país natal para tratar da linha de defesa com seus advogados. O profissional disse também que o clube monitorará periodicamente o atleta durante o período de trabalhos fora do clube.

– Da mesma forma que ocorreu no Flamengo, ele terá um corpo técnico para manter sua forma como foi a época antes da Copa. Tem os profissionais que já desempenhavam esse trabalho. Esperamos que seja por um prazo curto e que isso se reverta. Monitoraremos, mas não podemos ser os responsáveis. É uma punição dupla ao atleta. Não pode jogar nem treinar. E foi ao Peru se reunir com os advogados contratados por ele para buscar os meios e tentar reverter a revogação da liminar que tinha – disse.

Guerrero recebeu a notícia da reativação da suspensão ao chegar ao CT do Parque Gigante para trabalhar na última quinta-feira. Foi avisado de que nem mesmo poderia treinar com fardamento colorado no local. Deixou o ambiente perplexo com a volta da punição. Nesta sexta-feira, o peruano logo rumou ao país natal e desembarcou em Lima no começo da manhã. Ainda no aeroporto, concedeu entrevista em que deixou transparecer sua frustração com o caso.

– Estava preparado para a partida de domingo com o Palmeiras e recebi esta notícia. Mais uma vez, me cortam as asas, mas sigo lutando pela minha inocência. Parece algo estranho, mas trato de tomar como circunstâncias da vida. Seguirei lutando – afirmou o centroavante.

globoesporte.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas