Irritado com juiz, Palmeiras cancela coletiva de Felipão e reclama na CBF imprimir publicado em: 30 / 07 / 2012

Cruzeiro

Com a vitória, o Cruzeiro fechou a rodada na quinta posição

Irritado com a arbitragem da derrota do Palmeiras para o Cruzeiro por 2 a 1, neste domingo, no Estádio Independência, o técnico Luiz Felipe Scolari cancelou a entrevista coletiva que daria depois da partida.

Roberto Frizzo, vice-presidente do clube, veio a público questionar os critérios adotados pelo árbitro Fabricio Neves Correa (RS). O time alviverde reclama de um pênalti sobre Montillo – a falta foi fora da área -, e de um impedimento de Wallyson, que deu passe para Borges fazer o segundo.

“Há uma grande indignação tanto nossa como dos atletas pela frequência com que estamos sendo castigados. Hoje (domingo), o que se teve foi um pênalti que não foi pênalti. Mais uma vez o Palmeiras não perde no campo, acaba perdendo por erros de arbitragem. Nós não queremos ser beneficiados por árbitro nenhum, mas não queremos que essas falhas técnicas acabem incidindo em maus resultados. Via Federação Paulista, vamos encaminhar à CBF um pedido para que haja um cuidado maior dessas arbitragens”, declarou o dirigente.

Na última quinta-feira, o Palmeiras também se irritou com a arbitragem na derrota para o Bahia, por 2 a 0, na Arena Barueri. A reclamação foi a mesma da deste domingo: o pênalti mal marcado que deu vantagem ao adversário.

“Eu quero acreditar sempre que seja uma fragilidade técnica. Não vou entrar jamais no espírito da teoria da conspiração, porque eu, filosoficamente, não acredito em teoria da conspiração para nada. Mas é uma decepção você se preparar para exercer uma profissão e ser derrubado por uma má atuação. Os erros estão constatados. Os erros aconteceram”, finalizou Frizzo.

Lancepress!


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas