Isinbayeva irá recorrer aos Direitos Humanos por Rio 2016, diz treinador imprimir publicado em: 25 / 07 / 2016

isinbayevaApós a confirmação de que o atletismo da Rússia continuaria banido da Olimpíada do Rio de Janeiro devido ao escândalo do doping, Yelena Isinbayeva tomou a decisão de recorrer ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos. A informação foi dada por Yevgueni Trofímov, treinador da atleta, em entrevista à agência “R-Sport”, e veiculada pelos principais jornais da Europa.

De acordo com o diário “As”, da Espanha, Trofímov garantiu que a bicampeã olímpico do salta com vara brigará pelos direitos da equipe de atletismo. Segundo ele, o que mais incomodou Isinbayeva foi a postura passiva das autoridades russas diante do caso.

– Depois do ocorrido, Lena (como se refere a Yelena) recorrerá ao Tribunal de Direitos Humanos de Estrasburgo, porque, para ele e toda a equipe, a decisão não se encaixa. (Autoridades russas) deram de ombro, e assim ficou.

Vitali Mutkó, Ministro dos Esportes da Rússia, não entrou em maiores detalhes sobre a manutenção da pena aos atletas do atletismo, mas agradeceu ao Comitê Olímpico Internacional (COI) pela decisão de não banir toda a delegação do evento no Brasil.

– Estamos agradecidos ao Comitê Olímpico Internacional pela decisão tomada sobre a equipe nacional da Rússia, que se preparou para competir no Rio de Janeiro.

globoesporte.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas