Isis Valverde sobre relacionamentos: ‘Aprendi que não existe amor perfeito’ imprimir publicado em: 21 / 08 / 2014

isisIsis Valverde está, agora, na crista da onda. A atriz, que estreou recentemente como protagonista da novela “Boogie Oogie”, deixou pra trás os meses de sofrimento que teve que enfrentar após o acidente que sofreu em janeiro deste ano. “Não sou coitadinha, sou guerreira. Fiquei mal, mas superei, passei adiante. Não faço disso uma cruz. Estou viva e ótima. Isso é que é importante”, disse em entrevista à revista “Contigo!”.

O trauma, na verdade, fez Isis observar apenas o lado bom da vida. “Não perco meu tempo com o que há de ruim”, disse, taxativa. E garantiu que durante o período em que ficou em tratamento, mais reclusa, repensou seus relacionamentos pessoais. “Hoje, é mais difícil eu me apaixonar”, revelou a atriz, que chegou a ser apontada como o pivô do término do casamento de Cauã Reymond e Grazi Massafera.

E concluiu: “Quero um amor que dure. Antes, poderia até dar um beijo na boca, me apaixonar e namorar por um ano. Mas não quero mais isso. E eu também aprendi que não existe amor perfeito. Há coisas que a agente só aprende com o tempo e a idade”.

Aos 27 anos, Isis já pensa inclusive em se casar: “Em cena, já me casei umas cinco vezes e é sempre uma emoção diferente. É lógico que tenho um sonho de me casar um dia. Acho legal o cenário da natureza, em um campo ou na praia”.

E quando encontrar o grande amor, o próximo passo são os filhos: “É o sonho de toda mulher, até daquelas que dizem que não. Coloque um bebê na frente de qualquer mulher… Todas ficam babando”, acredita.

Apesar de tantos sonhos, Isis garante que ainda está solteira, apesar de ter a companhia constante do modelo mexicano Uriel Del Toro. E justificou: “É minha primeira protagonista, uma pressão enorme, e estou totalmente focada”.

Para viver a mocinha Sandra, Isis emagreceu e alongou os cabelos. “Na verdade já estava mais magrinha por causa do meu papel em “Amores Roubados”. Eu prefiro. Não gosto de fritura, não sou a rainha do doce”, explicou.

Mas foi enfática ao dizer que por estar muito feliz com a sua forma física, não mudaria nada: “Imagine eu com silicone? Com unha postiça já fico aflita, imagine com um peito de plástico?! Adoro meu corpo!”, finalizou, bem humorada.

Com informações do MSN


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas