João de Deus diz que etapas foram queimadas no diálogo com PMDB imprimir publicado em: 11 / 11 / 2016

Joao de DeusO líder do Governo na Assembleia Legislativa do Piauí, o deputado João de Deus (PT) disse, que “queimar etapas dá nisso” ao comentar a suspensão dos diálogos do PMDB com o governador Wellington Dias (PT). O líder afirmou que é um absurdo iniciar os entendimentos sendo que os eleitos de 2016, se quer, foram diplomados.

João de Deus acrescentou que é impossível montar estratégias nesse momento, sobretudo, pelas incertezas e mudanças que poderão acontecer até as eleições de 2018.

“Queimar etapas dá nisso que estamos acompanhando. É um absurdo sair de uma eleição e começar a falar de acordos para 2018. Nem os eleitos desse ano foram diplomados ainda. Ao invés de falarmos de administração, de como poderão ser os próximos anos para o povo, tá se discutindo alianças para 2018. Não é momento de falar em acordos eleitorais. Poderemos ter mudanças trazidas com a reforma política, enfim. É por essas coisas, que a sociedade não acredita mais na classe política e muitos políticos têm culpa nisso”, criticou o petista.

Sobre uma possível retomada de diálogo entre os dois partidos, PMDB e PT, João de Deus acredita que isso poderá acontecer naturalmente. “Essa conversa deverá voltar naturalmente, sem queimar as etapas necessárias. Não é momento para entendimentos eleitorais. Na hora certa as coisas irão fluir naturalmente”, acredita o deputado.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas